Absurdo: Lesga pune Cubango, que terá que abrir o Grupo A

0 Flares 0 Flares ×

Era o que faltava. Em plenária realizada na noite desta quarta-feira, as agremiações da Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso (Lesga) aprovaram uma punição, sem o menor sentido, para a Acadêmicos do Cubango, que por ter reclamado do resultado do Carnaval 2011 e questionado no Ministério Público o mapa de apuração, terá que abrir os desfiles do Grupo de Acesso A, no sábado do Carnaval 2012. A punição foi aprovada por todas agremiações, exceto o Império Serrano, que não mandou representante, já que no mesmo momento acontecia a posse do presidente Átila. Com isso, a Paraíso do Tuiuti, que venceu o Grupo B e ia abrir o A no ano que vem, ganhou o direito de encerrar os desfiles de 2012.

Segundo o presidente da Lesga, Reginaldo Gomes, a Cubango infringiu o estatuto da entidade. – O nosso estatuto diz que a agremiação precisa esgotar todas possibilidades na Lesga, antes de procurar a justiça comum. Além disso, o estatuto diz que as agremiações precisam zelar pela Lesga. O presidente Pelé foi advertido pessoalmente, caso aconteça novamente, ele será suspenso, e se ocorrer mais uma vez será expulso. Tudo está registrado em ata – explicou Reginaldo Gomes.

Revoltado, o presidente da Cubango, Olivier Pelé, disse que vai para justiça comum, mas não deixará sua escola ser tão prejudicada. Quando pediu a palavra, Pelé revelou que não foi apenas 1 jurado que teve suas notas alteradas, mas 14 julgadores. Porém, ele não teve condição financeira de fazer um laudo para cada julgador e queria que a Lesga fizesse, mas Reginaldo Gomes negou o pedido.

– A promotora do Ministério Público já aceitou nossa denúncia e vai chamar todos os 50 jurados dos Grupos A e B – revelou Pelé, que pediu para que Reginaldo Gomes apresenta os mapas originais das notas, mas teve seu pedido negado novamente.

Zezo, presidente da Santa Cruz e do Conselho Deliberativo, falou que queria os nomes dos outros jurados, que tiveram as notas alteradas, segundo Pelé. Vale lembrar que a Cubango e o ex-presidente da Caprichosos de Pilares e do Conselho Deliberativo da Lesga, Paulo de Almeida, através de um perito, conseguiram um laudo que dizia ter sido alterado o mapa de notas do julgador Samuel Pinto, do quesito Conjunto.

Pergunta: O que você pensa sobre essa decisão? Comente no nosso Twitter: @tercarnavalesco

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×