Alosio Villar analisa escolha dos sambas da Imperatriz e Beija-Flor para o Carnaval 2017

0 Flares 0 Flares ×

A Imperatriz escolheu o belo samba da parceria de Moisés Santiago. Refrão forte de pergunta e resposta que deixa solta a palavra “preservar” lhe dando impacto. Uma melodia suave, bonita acompanhada de belos versos como a parte que vai de “Jardim sagrado que o caraiba descobriu” até “Tanta riqueza que a cobiça destruiu”.

A parte mais bonita do samba vem nos versos do falso refrão do meio “Sou o filho esquecido do mundo/Minha cor é vermelha de dor/ O meu canto é bravo, é forte/ Mas é hino de paz e amor”. Segunda do samba é valente e fecha com forte bis com a palavra Karakao.

A Beija-Flor escolheu um dos sambas favoritos das redes sociais esse ano. Da parceria de Claudemir e seu famoso “Vou cantar Jureme”. Samba com refrão extenso, mas poderoso, cheio de swing tendo como destaque a parte do Jureme.

A melodia do samba é um pouco mais pra cima que os sambas tradicionais da escola e uma letra que descreve com muita felicidade o samba como nos versos “Duas tribos em conflito / De um romance tão bonito/ Começou meu Ceará” sintetizando todo o enredo.

Refrão do meio curtinho e poderoso com “Pega no Amere, Arete, Anana” e uma segunda mais suave no início da segunda passando numa crescente até o forte bis que prepara o refrão.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×