Após completar 1 ano da nova gestão, Portela comemora sua nova fase

 

 

A gestão do presidente Serginho Procópio completa um ano, nesta segunda-feira, dia 19 de maio, de comando na Portela. Nesta data, no ano passado, Procópio, Monarco e o Marcos Falcon venceram a disputa por uma diferença de três votos, derrotando a chapa do então presidente Nilo Figueiredo, que estava há nove anos no comando da agremiação.  

O vice-presidente Marcos Falcon, que responde pela diretoria financeira, diz que, embora a escola ainda não tenha conseguido quitar todas as dívidas, que somavam mais de R$ 10 milhões, a situação está sob controle.
 
– Aquele caos que encontramos quando assumimos a Portela, não vai se repetir. Eram dívidas em todas as esferas, com diversos fornecedores, além de sérias pendências trabalhistas. Pagamos algumas, parcelamos outras e estamos cumprindo todos os acordos. Conseguimos regularizar a situação com o Ministério da Cultura, que nos permitiu captar recursos contando com os incentivos da Lei Rouanet. Fechamos as contas do carnaval 2014 sem dívidas. Prometemos uma administração transparente e é isso que está acontecendo. Todos os recursos que entraram na escola foram usados na Portela. E os sócios vão poder conferir isso na assembleia para prestação de contas, marcada para o próximo dia 29.

Para Monarco, líder da Velha Guarda Show da escola, o trabalho marcado pela honestidade e pela seriedade, principais promessas de campanha, fizeram a diferença na atual administração:
 
– Serginho e Falcon trabalham sério, como prometeram aos portelenses. Formaram uma equipe honesta, atuante e que botou a escola nos trilhos, apesar de todas as dívidas que encontramos. Na época da campanha, quando as pessoas souberam que eu estava na chapa, muita gente disse que eu não deveria me envolver tão diretamente na política na escola. Fiz o que a minha consciência mandou e não tenho nenhum arrependimento. Tenho certeza que teve o dedo de Deus na nossa vitória, que fez com que os portelenses se unissem e dessem as mãos para reerguer a escola – afirma o artista, que prevê outro belo desfile para o ano que vem.

O presidente Serginho Procópio destaca, entre os principais pontos dos primeiros 12 meses de gestão, o fortalecimento da Portela como berço cultural.
 
– Os artistas estavam afastados. Praticamente haviam sumido da Portela. Marisa Monte e Paulinho da Viola fizeram show memorável na quadra, com a renda para ajudar os preparativos do desfile deste ano. Diogo Nogueira, Mariene de Castro, Teresa Cristina e até artistas de outras escolas como Martinho da Vila, Neguinho da Beija-Flor, Dudu Nobre e Beth Carvalho vieram prestigiar a nossa feijoada, porque também quiseram ajudar a Portela. Todos conhecem a importância da escola no cenário cultural. Hoje, a escola valoriza seus grandes nomes, como Monarco, Casquinha, Waldir 59, e sempre recorda os que passaram como Paulo da Portela, Candeia e Manacéa, o que há anos não acontecia.

Comente: