Átila: ‘A Quitéria é nossa rainha eterna’

Foram aproximadamente 750 dias separados de um grande amor. Mas toda essa espera acabou. Quitéria Chagas volta a sua raiz e também ao seu reinado à frente da bateria do Império Serrano, declaradamente a paixão da sua vida. E foi na noite desta terça-feira que o presidente Átila Gomes anunciou oficialmente o retorno da Rainha e de tantos outros baluartes da escola, a pedido da comunidade.

O fato de ter identificação com a escola e com os próprios ritmistas pesou muito para a escolha de Quitéria para o posto de rainha:

– A Quitéria já conhece nossa bateria. Se a bateria se abaixar ela faz também, se ela for pro lado, ela também vai, isso é simultâneo. A nossa bateria mexe conforme o ritmo e a Quitéria faz igual. Ela é nossa rainha eterna. Temos que manter esse ícone na escola. Outras escolas como Imperatriz e Salgueiro têm ou tiveram suas rainhas durante anos e nós também temos que manter esse vínculo de harmonia familiar. Quero fazer isso com outras pessoas como o Mauro (Quintaes), nosso carnavalesco. Quero ter essas pessoas durante anos e mais anos. Não sou eu não, se eu sair quero que essas pessoas continuem, possam ter uma identificação total com a escola. Assim como o Carlinhos, o Gilmar, e por aí em diante.

De acordo com o presidente, que também passou algum tempo longe da escola entre o comando da Bateria da Vila Isabel e o seu atual mandato, a hora agora é de “repatriar” os personagens que fizeram história na verde e branco de Madureira e que escreverão novos capítulos no próximo Carnaval:

– O pedido pelo retorno da Quitéria foi meu mesmo e da nação imperiana. Temos uma linha aqui na escola. Buscamos a nossa rainha, trouxemos o Nêgo de volta, temos o Mauro Quintaes e o Carlinhos de Jesus. Estamos com uma linha fabulosa para o carnaval. Estamos mantendo um quilate de pessoas aqui na escola. Nossas parcerias estão nos ajudando muito para isso. Nossa família está feliz com o retorno da Quitéria Chagas, agora só falta o retorno do Jorginho do Império que está quase certo, falta pouco. Já conversei com ele. Queremos todas as pessoas do bem aqui de volta.

Átila revela que o retorno de Quitéria Chagas para a escola também era um desejo antigo seu:

– Queria trazer a Quitéria desde a eleição, mas como tínhamos muitas parcerias para resgatar uma escola sucateada, nós tínhamos que ter dinheiro e entramos aqui com uma dívida de R$ 1,8 milhão de gestões passadas e hoje estamos com R$ 700 mil. Conseguimos baixar bem em um ano e quatro meses de presidência. Posso brincar que fomos “prostitutos”, tivemos que pedir dinheiro para muita gente, imperiano ou não. Eles ajudaram, mas pediam um aporte financeiro. Ficamos amarrados. Ou fazíamos um carnaval para resgatar nossa tradição ou mudar a escola. Desde o começo todos a queriam, mas não tínhamos como, só como rainha da escola. Todos a admiram. Temos muito orgulho de nossa rainha de volta.

Emocionada com as palavras do presidente, a carismática rainha destacou o seu compromisso com a escola e elogiou a atual gestão do Império:

– Eu nunca vi um presidente falar como ele está falando de mim. Eu tenho uma mentalidade que todo integrante da escola é importante. Independente se rainha de bateria vale ou não ponto. As pessoas têm o seu valor. Estou muito feliz de estar de volta. Não posso reclamar das escolas que passei. A Vila Maria em São Paulo sempre me ajudou muito, nunca me pediram nada. Não tenho do que reclamar. A Vila é a mesma coisa. Vou continuar desfilando sem problemas. Quando o Átila me ligou eu fiquei muda. Não estava acreditando. Todos sabem que não banco nada. O presidente com essa visão empresarial que está trazendo para o
Império é muito bom. A gente já está vendo a transformação acontecer. Ele corre atrás de tudo.

Saída da escola

Muito choro e dor sucederam o retorno de Quitéria à escola da Serrinha. Do comunicado sobre a sua saída até o retorno ao Império, foram dois anos de silêncio. Agora, Quitéria é só felicidade, e segundo ela, é possível passar uma borracha no que passou e pensar no futuro.

– Consigo sim. O Átila curou. A ficha vai caindo, quero muito que o Jorginho do Império retorne. O público sente falta. As pessoas criam imposição, mas precisamos pensar na escola. Pensamento sempre pra frente e nunca no retrocesso. A escola está caminhando. Estamos perto do Grupo Especial. O trabalho de sócios aumentou de 600 para mais de três mil pessoas. Estamos em um ótimo caminho.

Quitéria ainda planeja ações envolvendo a comunidade, que tanto a apoiou após a sua saída, e espera retribuir o gesto de carinho, dando suporte aos integrantes para crescerem na escola:

– A comunidade sente falta de se ver. Ela não quer ser só uma coadjuvante, ela precisa ser o principal. Pessoas da comunidade sambam, mas não conseguem se ver como uma rainha de bateria, principalmente, crianças e adolescentes, porque a maioria das escolas focam as pessoas famosas. As escolas podem dar oportunidade às pessoas que podem roubar a cena. E essas pessoas estão dentro de sua comunidade. Aqui no Império existe uma energia diferente comigo.

A rainha Quitéria Chagas será coroada no próximo sábado, dia 13, durante a final de samba-enredo para o Carnaval 2013.

Comente: