Barracões da Série A: Confira como será o desfile da Alegria da Zona Sul

 

 

Muita gente se surpreendeu com o desfile realizado pela Alegria da Zona Sul no Carnaval 2013, mesmo a escola tendo enfrentado um incêndio em seu barracão pouco tempo antes do desfile oficial. O que se viu foi uma escola muito alegre na avenida e com uma estética irreverente, marca do então carnavalesco Eduardo Gonçalves. Agora, com uma comissão de carnaval comandada por Flávio Melo, depois da saída de Eduardo, a Alegria da Zona Sul aposta na mesma temática com o enredo "Sacopenapã", para contar a história de Copacabana, o bairro de origem da agremiação.

De acordo com Flávio Melo, que recebeu a reportagem do CARNAVALESCO no barracão da Alegria, a ideia de apresentar a homenagem ao mais famoso bairro carioca é antiga. – Nós já tínhamos este enredo engavetado desde 2011, quando acabamos por optar falar dos 12 obás de Xangô. Agora achamos o momento correto, para manter nossa marca de irreverência do ano passado, disse Flávio. A comissão de carnaval conta ainda com as participações de Eduardo Minucci, André Tabuquine, Leandro Mourão.

Em seu primeiro setor a Alegria da Zona Sul vai abordar a origem do bairro e do nome Copacauana, nome do enredo. Os incas teriam chegado onde hoje é o bairro e fundado a primeira igreja, que hoje seria a de Nossa Senhora de Copacabana, a principal do bairro. A  comissão de frente e o abre-alas da escola contarão este trecho do enredo.

A partir do segundo setor, será abordada a evolução do bairro, principalmente o surgimento do primeiro prédio, o hotel Copacabana Palace. Ainda neste setor o enredo aborda o tropicalismo, a arquitetura classista e o início da modernização do bairro. É no terceiro setor da escola que surge a carioquice e a boemia, conforme explica Flávio Melo. – Teremos os cabarés, os cassinos e a bossa nova. Um trecho da época de ouro de Copacabana, diz.

O desfile da Alegria da Zona Sul se encerra com uma grande homenagem ao povo que vive em Copacabana, sem distinções ou preconceitos. – Teremos das prostitutas à ala da melhor idade, já que o bairro é o que concentra o maior número de idosos da cidade, explica Flávio Melo. A própria escola também será lembrada, já que foi fundada no ano do centenário do bairro (1992) após a junção de dois blocos, o Unidos do Cantagalo e a Alegria de Copacabana.

Para realizar o sonhado acesso ao Grupo Especial a Alegria da Zona Sul será a 2ª escola a desfilar no desfile da Série A na Marquês de Sapucaí no sábado de carnaval.    

Comente: