Bateria da Tijuca oferecerá curso para quem quiser se aperfeiçoar e integrar a Pura Cadência

Dona de uma das melhores baterias do Carnaval carioca, a Unidos da Tijuca irá abrir suas portas para quem quiser se aperfeiçoar em algum instrumento e integrar a Pura Cadência. A ideia partiu da direção de bateria, capitaneada por mestre Casagrande, e tem como objetivo fidelizar ainda mais os ritmistas da agremiação. O próprio Casão explicou o que pretende com a nova empreitada.

– Com essa escolinha queremos dar uma renovada em alguns naipes da bateria, principalmente tamborim e chocalho. É claro que se aparecer alguém interessado em tocar outros instrumentos iremos atender. A ideia é receber pessoas que já tenham alguma noção. Não temos a intenção de enganar ninguém. Às vezes o cara toca o seu tamborim num bloco, mas tem medo de chegar numa escola de samba, não tem informação, queremos receber essas pessoas e capacitá-las para desfilar na bateria da Tijuca – afirmou Casagrande.

Casagrande diz que na bateria da Unidos da Tijuca não haverá mais espaço para os ritmistas faltosos:

– Estou insatisfeito com um pessoal que anda faltando demais aos ensaios e não mostra comprometimento com a Unidos da Tijuca. Tem gente que toca muito, mas não quer se enquadrar na filosofia do nosso trabalho. Esse tipo de ritmista não terá mais espaço conosco.

Quem quiser tentar uma vaga na bateria Pura Cadência pode chegar na quadra da agremiação todos os sábados, a partir do dia 28 de maio, das 17 às 19h. Além do mestre Casagrande, os interessados terão aulas com os diretores auxiliares da bateria da Tijuca: Emerson Obina, Curinga, Demétrius, Rodrigo, Tompsom e Wágner. As aulas serão inteiramente grátis.