Bateria e casal conduzem com perfeição o ensaio do Salgueiro na Conde de Bonfim

Por Matheus Emanuel. Fotos: Magaiver Fernandes

salgueiro_ensaio_2801-44O Salgueiro fez neste domingo o último ensaio técnico no berço de sua comunidade. A Conde de Bonfim foi palco do ensaio de rua da vermelho e branco da Tijuca. O treino foi acompanhado por uma multidão que tomou conta de todo o entorno. Em linhas gerais, o Salgueiro fez um ensaio com um desempenho satisfatório, a comunidade se mostrou aguerrida como de costume. Alguns detalhes precisam ser reparados para o desfile oficial, principalmente, no que diz respeito ao canto da escola em determinados momentos do Samba. O ponto forte da escola continua sendo sua bateria, que com uma apresentação fantástica levou os componentes e o público a uma sensação de desfile oficial, e a perfeição do casal de mestre-sala e porta-bandeira.

– A gente está com muita dificuldade de fazer ensaios tão técnicos depois da perda do ensaio da Marquês de Sapucaí e a Conde de Bonfim é muito benéfica pra gente, pois conseguimos usar toda a parte técnica que que utilizamos também usa na Avenida. Conseguimos executar o nosso recuo de bateria, fizemos a evolução que a gente vai levar pra avenida em cima do tempo, em cima da quantidade de pessoas que vamos levar para avenida. Foi bem satisfatório. Estamos prontos pra avenida, parte técnica, barracão, pode preparar que o Salgueiro vem pra disputar o título – garantiu Alexandre Couto, diretor de carnaval.

Harmonia

salgueiro_ensaio_2801-28A harmonia da escola teve altos e baixos no ensaio do último domingo. O canto da escola foi inconstante durante a passada do samba. As alas incendiavam no refrão do meio e no refrão principal, porém, perdiam força em algumas partes da obra. A ala dos compositores se destacou, o canto foi efetuado com muita garra. A Conde de Bonfim se tornou a Marquês de Sapucaí em dia de desfile oficial para a ala das baianas, a elegância tomou conta da vestimenta das matriarcas do Salgueiro. O público presente foi a loucura com a passagem da ala coreografada comandada por Carlinhos Salgueiro, que executou uma coreografia ousada que possuiu um sincronismo impressionante e deve vir para sacudir a Marquês de Sapucaí na segunda-feira de carnaval.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Sidclei e Marcela apresentaram um bailado seguro e imponente. O casal foi aclamado pelo público presente durante todo o ensaio, sempre retribuindo com a simpatia que já é habitual. Com uma vestimenta simples e elegante, o casal esbanjou sintonia e reapresentou muito bem o pavilhão no ensaio.

salgueiro_ensaio_2801-24– A Conde de Bonfim para gente é o Maracanã do Samba. Aqui, nós pegamos todo o axé do povo da Tijuca. O Salgueiro é oriundo daqui e está voltando ao local que sempre ensaiou quando não tinha os grandes ensaios técnicos na Sapucaí – comentou o mestre-sala.

Samba-Enredo

O samba do Salgueiro teve um desempenho bom. A obra foi bem conduzida pelo trio oficial de cantores. A cabeça do samba não funcionou como esperado, em contrapartida, o refrão do meio e a passada subsequente foram cantadas efusivamente pelos componentes. Vale ressaltar o time de cantores de apoio do Salgueiro. Diego Nicolau, Thiago Britto e Hugo Júnior são alguns dos cantores que possuem passagens em escolas que desfilam na Marquês de Sapucaí, eles apoiaram com maestria a linha de frente do carro de som composta por Leonardo Bessa, Tuninho Júnior e Hudson Luiz.

– Isso aqui é um lugar emblemático pra gente, as grandes conquistas começaram aqui, como em 2009 e em outros grandes desfiles que fizemos. A expectativa é a melhor possível, que a gente possa sair daqui com meio caminho andado rumo ao título – afirmou Bessa.

Bateria

salgueiro_ensaio_2801-48Comandada por mestre Marcão, a bateria Furiosa teve um desempenho fantástico. Usando e abusando das bossas, a bateria alcançou um andamento confortável em que permitiu que o canto da comunidade fluisse com a maior naturalidade possível. As coreografias executadas em duas das diversas bossas foram acompanhadas pelo povo que assistia o desfile. Viviane Araújo reinou a frente de seus ritmistas de maneira soberana. Uma das rainhas de bateria mais aclamadas do carnaval, ela foi bastante tietada pelos fãs e retribuiu com pose para fotos e vídeos, a rainha também interagiu de forma muito natural com os ritmistas e com Regina Celi, presidente da escola, que por alguns momentos sambou ao lado de Viviane.

– Ensaiamos aquilo que era pra ser ensaiado, que a gente sempre pratica. Acho que já estamos prontos, agora só o dia mesmo pra concluir. Tudo que nós praticamos aqui vai pra Avenida. Nós estamos trabalhando para a nota máxima – disse mestre Marcão.

salgueiro_ensaio_2801-75Evolução

Por se tratar de um ensaio de rua, a evolução ficou comprometida em alguns momentos isolados devido ao curto espaço entre os espectadores e os componentes, mas era visível a eficiência dos diretores que estancaram o problema rapidamente. Apesar desses poucos percalços, a evolução se deu de forma bem tranquila na maioria do ensaio. O Salgueiro levou uma quantidade expressiva de componentes para o ensaio de rua e conseguiu lidar muito bem com esse contingente.