Beija-Flor começa enredo de 2013 mostrando origem do cavalo

Com casa cheia – cerca de 500 pessoas – a Beija-Flor de Nilópolis deu o pontapé inicial nos preparativos do Carnaval 2013 a lançar ao sinopse de seu enredo, Amigo Fiel, que contará a história do cavalo, com foco voltado para a criação da raça Mangalarga Marchador. O encontro da Comissão de Carnaval comandada por Laíla, os compositores e a comunidade nilopolitana, aconteceu no ginásio da vila olímpica da escola, pois o centro da quadra de ensaios ainda encontra-se sem cobertura e o tempo chuvoso poderia atrapalhar a realização do evento. Ao final da leitura da sinopse feita por Bira, que integra a comissão de carnaval ao lado de Fran Sérgio, Victor Santos e André Cezari, o público presente aplaudiu bastante. Começar contando a história do animal desde que ele não tinha sequer a forma que conhecemos hoje é o ponto de partida do enredo da Beija-Flor.

– Nos surpreendemos muito com a história do cavalo. Vamos puxar pelo Mangalarga Marchador, mas vamos pegar toda a história do cavalo, desde que era parecido com um cachorro. Na pré-história ele era do tamanho de uma anta e evoluiu de acordo com o planeta. Foi crescendo, criando patas, pois tinha garras, e vamos mostrar a importância dele ao longo de todas as civilizações até chegar ao Brasil com a corte portuguesa. O cavalo Mangalarga Marchador é um brasileiro como todos nós, já que a mistura de raças foi feita aqui – disse Fran Sérgio, citando o Barão de Alfenas, responsável pela criação da raça, no sul de Minas Gerais.

O grupo de carnavalescos da escola viajou até o sul de Minas e teve contato íntimo com a história da raça. Outro ponto que aparecerá no enredo é a versatilidade de adaptação da raça.

– O Mangalarga é um cavalo diferente, mais evoluído, se adapta ao frio e ao calor. Serve para a vida no campo, para o hipismo, para cavalgar, é útil para várias coisas, além da beleza, já que é muito usado em exposições.

O enredo da escola, porém, não se prenderá somente à linha cronológica e a um modelo engessado de contar a história. Fran Sérgio promete que alusões com o Cavalo de Troia passarão pela Avenida. Além disso, uma passagem lúdica está incluída no tema.

– Ele transformou o homem num rei. Carregou o homem, serviu de meio de transporte. Hoje nós temos os automóveis, os aviões, mas antigamente era ele o principal meio de transporte. No sul de Minas, existem lugares que você só consegue ir de cavalo. A Beija Flor está encantada com essa história.

No dia 6 de junho haverá um encontro entre os compositores e a comissão de carnaval para tirar possíveis dúvidas. A data de entrega dos sambas e do início da disputa ainda não foi divulgada.
 

Comente: