Boni afirma que ouviu do presidente da Liesa que o julgamento foi discrepante, injusto e irregular

 

 

Em encontro realizado na tarde de quinta-feira, na sede da Liesa, o ex-diretor da TV Globo e homenageado pela Beija-Flor no Carnaval de 2014, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, conversou com o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba, Jorge Castanheira, sobre o julgamento e o resultado que deixou a escola de Nilópolis na sétima colocação.

* Confira aqui o posicionamento da Liesa

Em entrevista à Rádio Globo, na manhã desta sexta-feira, Boni contou como foi o bate papo com o presidente da Liesa. – Conversei com o Jorginho e ele me disse que chegou a conclusão que o resultado foi discrepante, injusto e irregular. Ele disse que vai ver as justificativas dos jurados e eu vou sair fora disso. Pra mim, o que basta é o julgamento dele. Não há providências, porque o julgamento está feito. Ele vai investigar, porque concorda que o resultado foi estranho – afirmou Boni.

O ex-executivo da TV Globo ainda explicou o motivo de ter entrado na polêmica do julgamento. – A escola é uma paixão. Foram tão carinhosos comigo que quis entrar nesse negócio de julgamento. O meu grande prêmio que recebi foi com a presença dos meus grandes amigos da TV Globo terem comparecido ao desfile. A Beija-Flor não podia ficar em sétimo. 

Comente: