Bossa com chocalho fará bateria da Mocidade pedir ‘Namastê’ na avenida

mocidade_ensaio_2018_52O chocalho não é um mero instrumento da bateria da Mocidade. O naipe é um dos mais importantes na história da Não Existe Mais Quente. Sua subida, semelhante ao som emitido por uma cobra, fez com que fosse apelidado de cascavel. O instrumento terá um papel de destaque no desfile da Mocidade no Carnaval 2018, conforme apurou a reportagem do CARNAVALESCO.

Os chocalhos de Padre Miguel se reunirão em círculo à frente da bateria e no centro estará a rainha Camila Silva. Mas não para por aí. Toda a bateria irá se ajoelhar e os diretores no corredor farão a saudação indiana do Namastê, para todo o povo da Avenida, como bem define o samba.

– Estamos ensaiando com nossa rainha esse momento especial. Nosso refrão é uma reza. Pensei em ir na frente e tentar fazer. Nossa retomada é uma bossa que meu pai executou em 1998, mas nova para mim. Vamos levantar a avenida com certeza – explicou o mestre Dudu à reportagem do CARNAVALESCO.

A Mocidade Independente de Padre Miguel luta pelo bicampeonato no Grupo Especial em 2018 com o enredo ‘A estrela que habita em mim saúda a que existe em você’, do carnavalesco Alexandre Louzada. A verde e branca é a sétima escola a desfilar no domingo de carnaval.