‘Caco Antibes e Ruço estão radiantes’, brinca Miguel Falabella sobre homenagem da Tijuca

falabella_tijuca_carnaval2018Imagine o arrogante Caco Antibes, do seriado ‘Sai de Baixo’, e sua ojeriza a pobres se acabando de sambar ao som da Pura Cadência? E o excêntrico Ruço, de ‘Pé na Cova’, se entupindo de bebida na quadra da agremiação? Os marcantes personagens da trajetória de Miguel Falabella vão se encontrar na avenida no carnaval do ano que vem. Quem conta é o próprio homenageado da Unidos da Tijuca ao site CARNAVALESCO.

– De todos os tipos que vivi eu acho que o Caco Antibes e o Ruço estão radiantes. Assim como eu mesmo, pois não há homenagem maior a um artista que se tornar enredo de uma escola de samba. O Brasil é um país que valoriza muito pouco os seus artistas e o carnaval é um dos poucos meios que fogem à essa triste realidade – diz Falabella.

O artista fala sobre sua relação com o carnaval, da infância desfilando no Boi da Ilha do Governador e que o humor precisa estar inserido na homenagem que receberá da Unidos da Tijuca.

– Estou honrado e emocionado com o convite. Sou ligado ao carnaval, algo que sempre participei. Desfilei no Boi da Ilha em minha infância e na própria Tijuca. Fui carnavalesco e vice-presidente do Império da Tjuca. O desfile e o samba da Unidos da Tijuca precisam ser leves. Invariavelmente quando me veem nas ruas as pessoas esboçam um sorriso, talvez, porque em algum momento elas deram risada de mim. Sou Zona Norte, sou carioca da gema. A opção pela comédia será bem mostrada na avenida. Os programas que fiz estão na boca do povo e o samba terá muitos bordões para explorar. Acho importante abrir a Sapucaí para a comédia. É um gênero que traz esperança. Em minha obra cabe todo mundo. Espero um carnaval inclusivo e diversificado. Quem ri de si próprio demonstra fé no futuro – filosofa Falabella.