Carro desgovernado atropela componentes que iam para o ensaio de rua da Portela

Um carro desgovernado invadiu a concentração do ensaio de rua da Portela, na tarde deste domingo, na Estrada do Portela, em Madureira, e atropelou várias pessoas que aguardavam o início do ensaio da agremiação. A Secretaria de Estado de Saúde informa que foram levadas 38 vítimas do atropelamento e explosão ocorridos em Madureira na noite deste domingo, para os hospitais Carlos Chagas, Albert Schweitzer e Getúlio Vargas.

Para o Carlos Chagas foram levados 22 pacientes vitimas de estilhaços. Uma mulher morreu e um paciente está em estado grave. No Albert Schweitzer foram atendidos 10 pacientes do episódio, atingidos por estilhaços, com escoriações e fraturas.  O Hospital Getúlio Vargas recebeu 6 vítimas do acidente, também com escoriações e fraturas.
 

A Polícia Militar informa que 15 policiais militares do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 9º BPM (Rocha Miranda) faziam a segurança do ensaio técnico da Portela quando um veículo furou o bloqueio da Guarda Municipal na Estrada do Portela, em Madureira. O oficial que comandava a operação determinou que os policiais militares priorizassem o atendimento e socorro às vítimas, orientando através da rede-rádio do batalhão que fosse montado um cerco para localizar e apreender o veículo, provavelmente roubado.

Momentos após o acidente, os policiais militares ouviram um forte barulho sem que fosse possível identificar a origem e características do suposto artefato. O comandante do 9º BPM, tenente-coronel Gláucio Moreira da Silva, que está no local, afirma que não houve a utilização de qualquer tipo de armamento não-letal pelos policiais militares.

O batalhão continua a fazer um cerco em algumas comunidades da área a fim de identificar e prender o autor do atropelamento. A Polícia Militar solicita que qualquer informação sobre o destino do veículo, identificado por testemunhas como uma Mercedes branca, entre em contato com o batalhão, através do telefone 2333-5621, ou pelo Disque-Denúncia – 2253-1177.
 

O ensaio foi cancelado. Segundo Junior Scafura, diretor de carnaval da Portela, o ensaio ainda não tinha começado e a maioria dos portelenses estava dentro da quadra. (foto abaixo reprodução do Twitter)