Casagrande promete surpreender com a Pura Cadência em 2013

 

 

Nos últimos anos, o Sambódromo carioca viu diversas inovações envolvendo as baterias das escolas de samba. Desde aberturas no meio dos ritmistas para mestre-sala e porta-bandeira passar, até componetes da bateria em cima de carro alegóricos. Em 2013, a Unidos da Tijuca, promete não só voltar os olhos do público para a sua já consagrada comissão de frente, mas também surpreender com a bateria Pura Cadência.

 
– A gente já tem uma coisa em mente, por isso que estamos ensaiando no Sambódromo, para estudarmos a melhor forma que vamos fazer e arrumar a ideia, que foi minha junto com o Diretor de Carnaval e o carnavalesco. Vamos ver se a lógistica vai permitir fazermos essa ideia. Vai depender muito da presença dos ritmistas. Se faltar algum, não vai adiantar. Eu preciso da presença maciça pra que a gente possa fazer o que temos em mente – disse Casagrande a nossa reportagem.
 
A campeã do último carnaval, que levará para a Marquês de Sapucaí o enredo, ”Desceu num raio, é trovoada. O deus Thor pede passagem para mostrar nessa viagem a Alemanha encantada”, em comemoração ao ano da Alemanha no Brasil, em 2013, só escolherá seu hino oficial no dia 20 de outubro, porém até a data, mestre Casagrande não deixará sua bateria esfriar, ensaiando religiosamente, toda semana.
 
– Quanto mais cedo a gente começa, você tem um tempo melhor. Mas a gente depende da escolha do samba, então eu agora só estou fazendo ensaios de rotina e testando essa ideia que tivemos. Mas eu só trabalho em cima do samba e quem escolhe o samba é a escola. Então tenho que aguardar. Mas um mês depois do samba escolhido, já devo estar no esquema que a gente quer para a bateria. 

Comente: