Casal da Renascer de Jacarepaguá quer repetir em 2016 o sucesso e premiações de 2015

O jovem casal de mestre-sala e porta-bandeira da Renascer de Jacarepaguá Thiago Mendonça e Amanda Poblete terá um objetivo diferente no Carnaval 2016. Defensores do primeiro pavilhão da vermelha e branca de Jacarepaguá e responsáveis pelo segundo pavilhão da Portela e Unidos de Vila Isabel, respectivamente, focam na meta de carimbar o trabalho elogiado e premiado realizado no Carnaval 2015, inclusive, com o ESTRELA DO CARNAVAL, oferecido pelo site CARNAVALESCO.

* APRENDA AQUI O SAMBA DA RENASCER PARA 2016

Atualmente, a porta-bandeira mais nova da Série A, com 18 anos de idade, Amanda Poblete pratica dança desde cedo, como: balé, jazz e sapateado. Aos 12 anos, ela se apaixonou pela arte do casal e se descobriu porta-bandeira, quando conheceu o Projeto Mestre Manoel Dionisio. Iniciou no Sereno de Campo Grande em 2010 e passou por Unidos de Padre Miguel, Renascer de Jacarepaguá, Paraíso do Tuiuti e em 2014 retornou para a Renascer de Jacarepaguá, onde continua para o Carnaval 2016, quando será também a segunda porta-bandeira da Unidos de Vila Isabel. 

O momento mais difícil encontrado na carreira de porta-bandeira foi no Carnaval 2014 quando teve uma perda de circulação no braço, terminando o desfile com o membro roxo. – Aconteceu uma ventania muito forte na Sapucaí durante o nosso desfile. Perdi a circulação, as fotos me impressionam, não pensei que pudesse ser tão forte e aguentar o ritmo até o final. Já o momento de glória ocorreu no Carnaval 2015. Foi um ano de muitas bênçãos conquistadas, apesar do resultado não ter sido o que almejávamos, o reconhecimento da crítica especializada nos brindou com três premiações.

Preparativos para o Carnaval 2016

A rotina de preparação para o Carnaval 2016 será na pegada pesada de sempre. O casal se beneficia no tempo de preparação, tendo em vista a definição adiantada de qual samba-enredo embalará a dança da dupla na Avenida. – Ensaiamos todos os dias da semana e já trabalhamos em cima da coreografia com a ajuda do nosso coreógrafo. O samba encomendado é um adianto, pois nos libera de passar pelo período de cortes de samba que são exaustivos. Não podemos divulgar o que a nossa fantasia representará, mas podemos dizer que recebemos um presentão do nosso carnavalesco Jorge Caribé que nos permitiu escolher a cor do figurino.

Para terem condições físicas suficientes para desempenharem ambas funções, aderiram ao Pilates, que trabalha o corpo como um todo, trazendo equilíbrio muscular e mental, além de proporcionar melhoras da execução de movimentos, somado aos benefícios psicológicos e mentais. O casal é treinado por Aline Almeida, que trabalha com a dupla também fora do estúdio, na harmonia do casal na quadra, ensaios e desfile. 

– O Pilates trabalha, entre outras coisas, força, alongamento e controle do corpo, que são fundamentais para qualquer tipo de dança.  E para um casal de mestre-sala e porta- bandeira a força ajuda a dançar e sustentar as roupas que são bem pesadas e o alongamento e controle do corpo ajudam na realização dos movimentos com a leveza e elegância que são característicos dessa arte. E além disso, eu trabalho outros detalhes específicos de cada um, sempre com o objetivo de dançar com perfeição mantendo a saúde do corpo – explica Aline Almeida, professora e diretora de harmonia da Renascer de Jacarepaguá.

Thiago Mendonça começou no samba em 2003, como desfilante da Beija-Flor de Nilópolis, tornando-se passista em 2006, onde ficou até o carnaval de 2009. Já foi rei do carnaval mirim do Rio de Janeiro, coreógrafo por três anos da escola de samba mirim Infantes do Lins, bailarino da comissão de frente da Lins Imperial e Império da Tijuca no ano de 2010, mesmo ano em que iniciou as aulas na Escola de Mestre-Sala e Porta-Bandeira Mestre Dionísio. Como mestre–sala estreou na Renascer de Jacarepaguá  e na Mocidade Unida de Jacarepaguá ao lado da porta-bandeira Amanda Poblete, com quem fez dupla também na Difícil é o Nome. No carnaval de 2014, a parceria com a Amanda voltou e juntos defendem o primeiro pavilhão da Renascer de Jacarepaguá. Em 2016 será também o segundo mestre-sala da Portela.

–  Sou sozinho sem muito apoio da família e isso torna as coisas mais difíceis. Em 2015 realizei um sonho particular na representação que tivemos no desfile em homenagem à Candeia e na defesa do pavilhão azul e branco da Portela. Não sou muito fã de coreografia, tudo tem que ser muito bem dosado, afinal a dança de mestre-sala e porta-bandeira é livre. Criamos a nossa porque por regulamento precisamos nos apresentar aos jurados. Não acredito que dê para viver com salário de mestre-sala apenas. Talvez no Grupo Especial sim, mas no Grupo de Acesso não. As agremiações são mais limitadas de receita. Fora do Carnaval sou estudante e em 2016 queremos carimbar nosso trabalho e nos consagrarmos como dupla.

A Renascer de Jacarepaguá será a sexta escola a desfilar na sexta-feira, 05, de fevereiro, através do enredo: "Ibejís – Nas brincadeiras de criança: Os orixás que viraram santos no Brasil…" do carnavalesco Jorge Caribé.