Casal e bateria são os destaques do ensaio técnico do Peruche

Por Fiel Matola

holidayO Peruche realizou na noite deste sábado seu primeiro ensaio técnico no Anhembi, com 1h04 minutos de duração , cantando Martinho da Vila. A escola veio com um bom trabalho nos seus setores iniciais, principalmente, a evolução destes (comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira e uma ala de mulheres negras que estava lindamente coreografada e cantando muito). O samba funcionou. Porém, a escola deverá ficar atenta para algumas partes que não são bem cantadas, exceto o refrão. É também preciso fazer alguns ajustes finos no quesito evolução.

Comissão de Frente

Quem viu a comissão de frente ficou admirado por ter mostrado um trabalho coreográfico excelente. A coreógrafa Paula Gasparini foi contratada no início de janeiro e seu trabalho só iniciou há menos de duas semanas. Sem o elemento coreográfico que eles vão ter no dia do desfile, os bailarinos dançaram em forma de um ritual afro, com roupas que remetiam ao continente.

print9_en– A coreografia foi o que vocês puderem perceber. Duas pessoas vão revezar nesse elemento, vai acontecer uma transformação aí. Eles são seres de luz representando o passado e o presente, é a conexão musical de todo esse tempo. – falou a coreógrafa.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Jefferson Gomes e Thais Paraguassu ensaiaram com uma roupa típica remetendo a África, já que todo o primeiro setor da escola representará o continente. No dia oficial estarão fantasiados de ancestralidade africana. Foi possível perceber no bailado que o casal trará alguns passos remetendo ao afro.

– Nós apresentamos nossa coreografia oficial, tudo que vamos fazer, hoje deu tudo certo. Nossa roupa é a parte africana do enredo e ela está lindíssima – comentou Thais.

peruche_ensaio2001-23Harmonia e Samba-enredo

O Peruche pode melhorar no quesito harmonia. A escola apresentou um canto irregular na totalidade do samba. Destaque para o refrão principal que é muito cantado. Já na primeira parte a harmonia dá uma caída, voltando a ser cantado muito bem no refrão do meio até o final. A melodia é suave, lembrando as composições de Martinho, não tornando exaustivo e sim uma boa cadência. A obra pode crescer mais de rendimento.

Evolução

peruche_ensaio2001-6Os setores à frente do carro de som estão perfeitos no quesito evolução, muito bem ensaiados, parando no momento certo. Os componentes brincaram com muita desenvoltura. Não se pode dizer o mesmo da parte final, quando a evolução ficou confusa, em algumas alas aconteceu o ‘efeito ioiô’. A empolgação da ala coreografada com mulheres negras no setor inicial e as baianas, as senhoras evoluíram lindamente pelo Sambódromo, foram destaques positivos.

Bateria

A bateria Rolo Compressor fez seu papel no ensaio técnico, aproveitou o samba cadenciado e incluiu bossas. Mestre Call aproveitou muito bem os versos finais, com uma bossa bem colocada, fazendo com que os componentes explodissem no refrão principal.