Castanheira lamenta rebaixamento da Grande Rio e diz que som dos camarotes para pista vão ser coibidos

Por Geissa Evaristo

castanheira_apuracaoO presidente da Liga Independente das Escolas de Samba da Cidade do Rio de Janeiro, Jorge Castanheira, após a apuração do Carnaval 2018, conversou com a equipe do site CARNAVALESCO sobre o resultado final desse carnaval. Para ele, o balanço é difícil de ser avaliado e já prepara mudanças para o sábado das campeãs.

– O Carnaval 2018 tem um balanço difícil de ser avaliado em função de tanta coisa que aconteceu antes da preparação do espetáculo até chegar aqui. A nossa preocupação era entregar um belo produto e esse produto dependia exatamente do esforço, dedicação e superação das escolas e elas fizeram – analisa o dirigente.

A Acadêmicos do Grande Rio viu seu sonho de se tornar campeã do Grupo Especial se afastar e se tornar num pesadelo. A agremiação teve seu desfile marcado por um problema no carro alegórico que não entrou. A escola de Caxias perdeu pontos em quesitos importantes e acabou rebaixada para a Série A.

– Lamento pelo ocorrido com a Grande Rio que vinha com um carnaval para disputar o título e por motivos de acidente de percurso desceu do Grupo Especial com um carnaval belíssimo, mas são circunstâncias do desfile e a gente lamenta profundamente e parabeniza as escolas que fizeram um grande carnaval, independentemente das seis primeiras colocadas – declara Castanheira.

O som vazado dos camarotes para a pista de desfiles foi grande motivo de reclamação. De acordo com o presidente da Liga, o fato não se repetirá já no próximo sábado, quando as seis primeiras colocadas retornam à Sapucaí para o desfile das campeãs.