Chapa de Percival Pires emite comunicado criticando Ivo e expondo promessas de campanha

 

 

Até agora o processo eleitoral espera a conclusão do juiz sobre o pronunciamento do atual presidente da escola, que foi citado á respeito da liminar da não aclamação na data de 28 de abril.  A Chapa Raízes da Mangueira aguarda a manifestação dele para que o processo possa ocorrer como em qualquer entidade cultural e social, que é a escola de samba e através das urnas. “Estamos em um país democrático e é inadmissível episódios como este perseverar até hoje, vamos até o final. Se tivermos que apelar para a intervenção pública para garantir que haja disputa vamos fazer, a vaidade tem que ter limite” disse ele.

Sobre a sua candidatura Perci falou ainda que, “eu resisti muito em ser candidato consultei minha família, mas vendo o lamentável estado que se encontra a minha escola tanto em aspectos de estrutura de quadra, afastamento de parceiros privados e públicos e vivendo esta crise de imagem, resolvi enfrentar este desafio e aceitar o chamado da minha comunidade. Abrir mão de um cargo em nome do bem maior, a agremiação, é um ato de amor sim, eu mesmo fiz isto lá atrás para preservar a instituição. Gostaria de falar que nunca fui convocado á ir a qualquer delegacia sequer para prestar esclarecimentos e mesmo assim eu tive que pagar um preço naquele momento, fui injustiçado, mas soube recuar e hoje a comunidade me faz este chamado. Sinto-me recompensado, pois os fatos foram esclarecidos. Estou Mangueira há 46 anos, fui presidente por duas vezes, porém nunca vimos situação parecida”, disse Percival.  

O advogado Marcos Ferreira, advogado da Chapa Raízes da Mangueira falou sobre os próximos passos do processo eleitoral, ”sou categórico em dizer que o processo foi falso, com descumprimento do estatuto em várias etapas, vide que a comissão eleitoral não nomeou os membros e nem mesmo quiseram analisar as chapas, colocando todos os obstáculos possíveis para que não houvesse registro de qualquer chapa durante o processo, contando que o presidente atual seria aclamado, isso é desrespeito ao sócio da Mangueira, ao torcedor e o poder público. Tapetão em escola de samba não dá não, fora se contarmos que configura um processo antidemocrático”, disse o advogado.

 

Chapa Raízes da Mangueira

Presidente- Percival Pires

Vice- presidente- Nilzo da Harmonia

 

Plano de ação imediato da chapa

·        Anistia ampla, plena e irrestrita para sócios e novos sócios da Mangueira, com o objetivo de resgatar os mangueirenses e adesão de novos;

·        Novo Planejamento de Carnaval da escola, execução a partir do fim do pleito;

·        Criação da Manga TV e Rádio Mangueira, a fim de dar visibilidade e transparência as ações da escola e da gestão;

·        Balcão de empregos com a NUTRAB (Núcleo do Trabalhador), investindo no relacionamento mais próximo com as necessidades da comunidade, a instituição volta a ser ponto de apoio social dos moradores;

·        Retorno dos parceiros privados e dos projetos de Responsabilidade Social;

·        Parcerias com empresa pública para criação da Escola de Qualificação Profissional do Carnaval;

·        Integração comunidade- escola, através do Governo do Estado e Prefeitura Municipal do RJ;

·        Ampliação da parte esportiva;

·        Festival de música para descoberta de novos talentos musicais;

·        Projeto ligado ao meio ambiente dentro da comunidade;

·        Oficinas de contadores de história Raízes da Mangueira.

 

Comente: