Com homenagem a Rico Medeiros, Salgueiro reabre quadra para ensaios comerciais

 

 

A ansiedade que tomava conta dos salgueirenses e dos sambistas teve fim na noite deste sábado na Academia do Samba. O Salgueiro reiniciou a rotina dos ensaios comerciais de sábado, evento que já se tornou marca da agenda cultural do Rio de Janeiro. Com bom público, a vermelho e branco recebeu as co-irmãs Império da Tijuca e União da Ilha do Governador.

Mas o ponto alto da noite foi a bela homenagem a Rico Medeiros, intérprete que foi a voz oficial do Salgueiro entre 1978 e 1986. Ele foi agraciado com uma placa e cantou dois sambas de sua época como intérprete da Academia. Para Leonardo Bessa, um dos intérpretes oficiais da vermelho e branca, Rico é um dos responsáveis por sua formação musical. – Eu cresci ouvindo o Rico cantando sambas da nossa escola, posso dizer que ali tudo começou, disse Bessa, que se emocionou ao ouvir Rico cantar o hino do carnaval de 1978, "Do Yorubá à luz, a aurora dos deuses".

– Veja aqui Galeria de Fotos da noite

Presidente quer enredo sem 'cara de patrocínio'

Em entrevista ao CARNAVALESCO em seu camarote, a presidente Regina Celi contou como o Salgueiro pretende executar o enredo cujo título deve ser "Do fundo do quintal, sabores e saberes na Sapucaí", sobre a tradicional culinária mineira. – Vamos fazer um enredo sem cara de patrocínio. Estivemos em Belo Horizonte, adoramos o que vimos e vocês podem apostar em um Salgueiro ainda mais forte no próximo carnaval, disse Regina.

A noite ainda teve as apresentações do Império da Tijuca e da União da Ilha, que entoaram, além de consagrados sambas de outros carnavais, seus hinos oficiais do Carnaval 2014. A programação de ensaios na Academia do Samba segue no próximo sábado, quando Unidos de Vila Isabel e Caprichosos de Pilares serão as agremiações convidadas.

Comente: