Com presença da dupla Zezé di Camargo e Luciano, Imperatriz encerra calendário de finais de samba

A Imperatriz Leopoldinense, cumprindo a tradição, fecha nesta segunda-feira o calendário de finais de samba para o Carnaval 2016. A escola, que tradicionalmente, realiza seu samba aos domingos abriu uma excessão para poder contar com a presença da dupla de homenageados no enredo "Do sonho de um caipira, nascem os 2 filhos do Brasil – É o amor que mexe com a minha cabeça e me deixa assim". Zezé di Camargo e Luciano estão confirmados na grande noite de escolha de samba.

OUÇA AQUI OS SAMBAS FINALISTAS

A ala de compositores da Imperatriz é uma das mais conceituadas do carnaval e a safra mais uma vez ficou entre as mais fortes do Grupo Especial. Foram 18 obras inscritas para o longo concurso. Três chegam a essa final no afã de ser o hino oficial da verde e branco para 2016. As parcerias lideradas por Zé Katimba, Me Leva e Elymar Santos promovem o duelo.

O diretor de carnaval da Imperatriz, Wagner Araújo, credita a dois fatores a boa safra da escola, a boa qualidade da ala, além da sinopse bem construída pelo carnavalesco Cahê Rodrigues. – Foram de novo grandes sambas e isso vem se tornando comum na escola. Tivemos grandes obras na Imperatriz nos últimos 10 anos. A qualidade das sinopse ajudou consideravelmente, pois facilita o entendimento. Temos que agradecer pelo quilate de nossos poetas que nos colocam uma certa dificuldade nessa escolha – afirma Wagner ao CARNAVALESCO.

Tradicionalmente a Imperatriz não opta por junções ou mexidas consideráveis em seus sambas após a escolha. De acordo com Wagner Araújo essa tendência continua. – Não há chance de junção. E apenas acerto pontuais, por uma questão de ajuste. Eu entendo que o samba é uma obra de encomenda, como cinema. A primeira qualidade deve ser mostrar o carnaval. O mais proximo casamento com a parte visual da escola. Depois observamos a questão musical. Se é facil de cantar, se vai se adptar. Não adianta uma obra bonita, mas que preveja dificuldade de assimilação. Sem essas duas coisas você faz um mal desfile – explicou.

Em entrevista ao CARNAVALESCO, Cahê Rodrigues considera que a safra o deixou muito feliz e confiante em mais um belo carnaval. – Estou muito lisonjeado como artista da escola em ver que nossos poetas compreenderam a proposta da sinopse. Está provado que sertanejo dá samba. Eu acredito que pelo fato da música sertaneja não ser tão abraçada pelos cariocas, tenha havido um ranço inicial. Eu não gosto de ficar rebatendo críticas. Trabalho para provar meu trabalho na avenida – destacou.

Na Imperatriz a definição do samba-enredo cabe ao presidente Luiz Pacheco Durmmond, ao diretor de carnaval wagner Araújo e ao carnavalesco Cahê Rodrigues. A quadra será aberta às 20h30 e a previsão de início da disputa é por volta das 23h30. O samba campeão deve ser conhecido à 01h30 da manhã. Cada obra terá 25 minutos para se apresentar. 

'Fizemos uma declaração de amor à Imperatriz', revela Tião Pinheiro

O site CARNAVALESCO ouviu as estrelas da final, os compositores. Tião Pinheiro, da parceria de Elymar Santos, explicou á nossa reportagem que a obra feita por eles é acima de tudo uma declaração de amor para a Imperatriz. – Temos grandes blocos que emocionam em nosso samba.  O trechoda família. Assim como a canção "É o Amor" foi uma declaração de amor de Zezé para a esposa, nossa obra é uma exaltação à Imperatriz. Nosso refrão principal vai além do enredo – revela Tião.

Tião Pinheiro acredita que independente do resultado o samba já cativou os gresilenses. – Na quadra de forma musical o refrão do meio, sertanejado tem cativado a comunidade. Esse samba vai se perpetuar, independente de resultado. Vamos com mais de 600 pessoas para essa final. É o grande momento de mostrar serviço – prometeu Tião.

'Temos sentido enorme apoio da comunidade', declara Me Leva

Um dos mais bem sucedidos compositores da Imperatriz, Me Leva esclarece à equipe do CARNAVALESCO que tem notado um maciço apoio da comunidade ao samba dele. – A gente sabe que hoje em dia, as disputas contam com muita torcida de fora. Mas tenho reparado um grande apoio ao nosso samba das pessoas da escola. Em cada apresentação temos sentido que há um crescimento dele – afirma Me Leva.

Ainda segundo o compositor a melodia foi construída com  muito cuidado para facilitar o canto. – Temos na melodia o grande ponto alto, na minha opinião. É bem fácil de cantar. Procuramos construir uma letra adequada ao que o nosso carnavakesco pediu na sinopse. A valorização da família da dupla está bem presente. – revelou Me Leva. 

'Tivemos extrema felicidada novamente na junção de latra e melodia', aponta Zé Katimba

Um dos maiores campeões na verde e branco, Zé Katimba novamente tem um samba elogiado por público e crítica. No site CARNAVALESCO foram mais de 50 mil audições desde a divulgação da obra. Katimba agradece o apoio dos sambistas e explica o motivo de mais um samba estar entre os favoritos na Imperatriz. – Primeiro devo agradecer a todos esses elogios, não é fácil chegar na minha idade e ainda estar lúcido, produzindo. Assim como em 2015 conseguimos um grande casamento da letra com a melodia. É assim que um grande samba nasce – afirmpu Zé Katimba.

Zé Katimba revela os trechos que ele mais gosta no samba. – Tenho alguns pontos de acordo com a minha leitura. O "chora, cavaco, ponteia viola" treaz a pureza e inocência do homem do campo, e eu gosto muito disso. O "sagrada lida, vida sertaneja" é bonito no sentido de humildade do homem do interior. Temos frases melódicas perfeitamente alinhadas com a letra – finalizou.

SERVIÇO

Final de samba-enredo da Imperatriz Leopoldinense
19/10
Quadra da Imperatriz – Rua Professor Lacé, 235, Ramos
Abertura da quadra: 20h
Show da escola: 22h
Início das apresentações: 23h30
Esquema de apresentação: 25 minutos para cada samba
Previsão do Horário de anúncio: 01h30

Como chegar:
A quadra da Imperatriz fica cerca de 500 metros distante da estação de trem de Ramos. Aos domingos ela funciona até as 19h15.

Linhas de ônibus que passam na Rua Uranos (a 500 metros da quadra): 313, 622, 625, 673, 679, 780, 908, 919, 920

Taxi:
Centro: R$ 35,00
Tijuca: R$ 40,00
Zona Sul: R$ 55,00