Concorrente Imperatriz: Marquinho Lessa, Jorge do Finge e Adriano Ganso

Autores: Marquinho Lessa, Jorge do Finge & Adriano Ganso
Intérprete: Tinga

“Hê, hyá, hyá, hyá!”
Meu grito ecoou, é “Tupinambá”!
Eu tenho alma nobre e o corpo mais forte…
O poder do verde é a minha sorte…
Meu “Rio-Mar”, “Pará – o Muiraquitã do Brasil”…
Um paraíso exuberante de belezas
Que ao “Karaíba” seduziu…
Se torna a mistura das raças, das cores e graças,
De águas e matas a revelar…
Sementes e sabores que são raros…
Tesouros pra se preservar…
Eu amo a minha terra, o meu lugar…

Tem “Tucupi”, Tem “Tacacá”…
Tem “Açaí”, “Taperebá”…
Peixe no rio tem pra se fartar…
Quem vai querer “Castanha-do-Pará”?

Riquezas…

Riquezas…de “Belém”, “Santarém”, “Marajó”… É ouro só!
“Marujada” que sai pra dançar… e encantar!
A “Ciranda de roda” a girar…
prá lá e prá cá…
Promessas… O romeiro na rua agradece…
É que a “Virgem” ouviu sua prece…
Na “corda”, sangram suas mãos…
Seguindo a procissão, o povo vai na fé…
No “Círio de Nazaré”…
Pedindo em oração pra “Santa” iluminar…
E a vitória alcançar…

No “Síriá”! no “Boi Bumbá”!
No “Carimbó” vem festejar!
Vem cá! Vem cá!
Vem girando, meu amor! Vem no brilho do luar…
Na “Imperatriz”, cantando o meu “Pará”

“He, hyá, hyá”!