Concorrente Salgueiro 2012 – Samba 16

 

Compositores: Edu Silva, Marcio Pina, Rafael Peixoto, Nego 25 e Claudinho de Pilares
Interprete: Leandro Santos

Oxente! Sou cabra valente
A inspiração a me guiar
Cruzou o mar a arte que me consagrou
Me fez trovador, seguindo a cantar
Na barca da encantaria
Toda nobreza que imaginei
Então contei…histórias que sonhei
Venci o temido dragão
Verdade ou pura ilusão?
Em nome do amor inocente
Voou imponente, um lindo pavão
 
Salgueiro, faz renascer meu sertão
Guerreiro, pra reviver lampião
O conselheiro semeou sabedoria
E a viola dá o tom da poesia
 

Cantando então sigo a viagem
É preciso coragem
Assombrações não temer
Valei-me Nossa Senhora
Pedi “Padim Ciço” pra me proteger
Com fé…a alegria reinou afinal
Ecoam meus versos na terra do carnaval
Na corte do sol dourado,monarcas consagrados
Recebem com emoção
Um cordel branco e encarnado
Nessa noite de magia
Canta nossa academia

Poeta de cordel, eu sou
A furiosa bateria dá o show
Nem melhor nem pior, sou diferente
Versando eu faço um samba “de repente”