Concorrentes Mangueira 2012 – Samba 61-A

0 Flares 0 Flares ×

Samba 61-A

Intérprete: Val Silva

MANGUEIRA
NUM CLARÃO DE POESIA
EM SEUS VERSOS ANUNCIA
MÃE ÁFRICA ONDE TUDO COMEÇOU
NEGRO ESCRAVIZADO E TORTURADO
TANTO MARTÍRIO, SOFRIMENTO E DOR
NUMA VIAGEM DE AGONIA
ACORRENTADO CONVIVI COM A SOLIDÃO
DENTRO DE UM NAVIO NEGREIRO
NA SOMBRA DA ESCURIDÃO
AO DESEMBARCAR EM OUTRA TERRA
OUVI A VOZ DE IEMANJÁ ME ABENÇOAR

ANDEI PELAS MATAS
EM MEU SONHO ME EMBALEI
PRO GUEIRREIRO CAÇADOR
TANTAS COISAS EU CONTEI
 
DA SENZALA
O BATUQUE É MINHA HERANÇA
DOS DEUSES IORUBÁS
TROUXE FÉ, ENERGIA E CONFIANÇA
NOS TERREIROS ECOAVAM MELODIAS
A VOZ DO SAMBA SE FAZIA OUVIR
OS BLOCOS PELAS RUAS DA CIDADE
ARRASTAVAM MUTIDÕES
DE BAIXO DE UMA TAMARINEIRA
COM UMA TRIBO DE BAMBAS
O CACIQUE DE RAMOS SURGIU
ATÉ HOJE EMANANDO ENERGIA
AOS SAMBISTAS DO MEU BRASIL

VOU FESTEJAR
SOU CACIQUE, SOU MANGUEIRA
É SAMBA, É RAÇA É NAÇÃO
É VERDE ROSA O MEU CORAÇÃO

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×