Concorrentes Mangueira 2012 – Samba 65-D

SAMBA 65-D

INTÉRPRETE: CELSON MODY e FABIANO TENNOR

MEU POVO DESCE O MORRO E VEM CANTAR
CANTA FELIZ UMA NAÇÃO
NA BATIDA DO SURDO DE PRIMEIRA
MANGUEIRA É RAÇA É TRADIÇÃO
HOJE O RETRATO DESSA ALEGRIA… JÁ FOI UM PRANTO EM FORMA DE
ORAÇÃO
NO VENTRE DA AFRICA MÃE… UM FILHO SOFREDOR
E NAVEGUEI GUIADO PELOS VENTOS DA ESPERANÇA
A TRISTEZA VIVA NA LEMBRANÇA
QUANDO O CANTO DA SEREIA ECOOU
ODOYA… ME LIBERTEI DESSAS CORRENTES
SONHANDO MEU DESTINO FUI EM FRENTE
OUVI MEU CORAÇÃO… SENTI A EMOÇÃO
ESSE É MEU LUGAR

O BATUQUE ANUNCIOU A RUA É MEU TERREIRO
UM RIO DE ALEGRIA DE JANEIRO A JANEIRO

SOB O CLARÃO DO LUAR
ESSA QUIZOMBA ENFEITIÇOU O MEU OLHAR
DISCRIMINADO E PERSEGUIDO… POBRE MALANDRO E ATREVIDO
CAI NO GOSTO POPULAR
NOS BECOS E VIELAS EU CANTEI… NA SELVA DE PEDRAS ME CRIEI
COM A “ONÇA” E O “CACIQUE” EU BRINQUEI (CACIQUEANDO ENCONTREI)
LÁ… NO SUBURBIO MINHA CATEDRAL
DOCE REFUGIO… FUNDO DE QUINTAL
ABENÇOADO FRUTO DA TAMARINEIRA
VOU FESTEJAR NESSA AVENIDA VAI A MINHA EMOÇÃO
MOSTRA AONDE CHEGA ESSE AMOR
FOI MANGUEIRA QUE CHEGOU

PODE PERGUNTAR PRA QUEM QUISER
SOU MANGUEIRA
SOU CACIQUE EM VERDE E ROSA… VOU SAMBAR
COM A ESTAÇÃO PRIMEIRA