Concorrentes Mocidade 2012 – Samba 11

 

Compositores: Roberto Zulu, George Bagrinho, Da Caranga e Rafael Drumond

Lá vou eu
Num turbilhão de luz e alegria
Retratar em poesia
Lindas obras imortais
Do cafezal ao sonho do menino viajei
Voei nas asas da imaginação
Na mágica das cerdas a infância retornei
Sublime é o poder da criação
Girando o compasso La vai o sambista
Nos traços do grande pintor, passarela
Saudade me abraça que felicidade
Redesenhando Portinari em aquarela

Ser humano é ser divino, em guerra e paz
Consolidando elos internacionais
Pintor, poeta esse gênio coloriu
Do suor da nossa gente a história do Brasil

Meus acordes musicais, não são
Mais que uma singela redenção
Ao nosso mago da cultura brasileira
Que pôs na arte sua fé e emoção
Vem colorir, de verde e branco a Sapucaí
E festejar, esse legado que nos faz sonhar
Me leva nos embalos da folia
Eternizando versos e murais

Enriquecendo a nobre galeria
Dos meus inesquecíveis carnavais

Rompendo a tela hoje sou realidade
Emoldurada em cada expressão
Por ti canto, sou Mocidade
Eterna musa da inspiração