Concorrentes Salgueiro 2012 – Samba 1

Autores: Dudu Botelho, Tiãozinho do Salgueiro, Rodrigo Raposo, Anderson Benson e Luiz Pião

Intérprete: WANTUIR

Cordel branco e encarnado
Povo arretado e trovador
Óxente! De repente chegou Salgueiro
Versando poesias de amor
De nobre aliança, herança
Encantaria cruzou o mar
Palavras riscam o céu, o oriente também é inspiração
Os leques de linda paixão
Se abrem pra gente versar

NO FORRÓ DO VIRGULINO, ARRASTA PÉ
DANÇA ATÉ O CONSELHEIRO, À LUZ DE LAMPIÃO
PÕE O SEU LAÇO DE FITA, É BEM MAIS BONITA A MARIA
A DESFILAR NA ACADEMIA

Sertão afora
Tem mula sem cabeça, caipora
Lobisomem vá de retro
Não entendo pra que tanto rebuliço, isso…
Nem me apavora, me agarro a imagem de Nossa Senhora
Sou romeiro não é de hoje
Devoto de “Padim Padi Ciço”
Misturo zabumba, pandeiro
Cavaco e violeiro
Sensacional!
Versos do nordeste brasileiro
Que os poetas do Salgueiro transformam em carnaval

MEU SAMBA EMBALA A COROAÇÃO
EM NOITE DO RIO, LUAR DO SERTÃO
A NOSSA CULTURA A SE ENCONTRAR
EM UMA MISTURA SINGULAR
É LITERATURA POPULAR