Concorrentes Salgueiro 2012 – Samba 18

 

Autor(es): Beto Professor, Ubiratã Telles, Jorginho Teles, Márcio França, Léo Fênix e Mestre Dudu
Intérprete: Nelson Pilão   
   
No fabuloso mundo de cordel
O Salgueiro vem exaltar
O encanto e a cultura 
De uma arte popular
Cruzei o mar na barca da encantaria
Trazendo nos meus versos poesia e fantasia
Veio comigo a força da imaginação
Sou brasileiro, herdeiro do Conselheiro
Sou cabra da peste seguidor de Lampião
Vim das feiras da Europa
Com a realeza e toda a nobreza 
O que não falta é emoção 

Tem lobisomem, caipora e assombração
Valei-me meu Padim Ciço, vá de retro tentação

No Agreste vi renascer um bocado de histórias 
Que trago vivas na memória 
Como o "causo" do Pavão Misterioso
E de um dragão medonho
Que ainda assusta o meu sonho 
Mas não me avexo no cordel branco e encarnado
Poetas serão louvados
Na corte do sertão monarcas coroados 
Minha alegria ta garantida 
Com a Furiosa, a aclamação é na avenida 

No palco do carnaval
Vai ter festa de repente
Nem melhor, nem pior, apenas diferente
Academia é "nóis" oxente!