Concorrentes Vila Isabel 2012 – Samba 11

 

AUTORES: Guilherme Benaion, Jejê do Caminho, Declar e Bilzinho da Vila


A VILA TRAZ A NEGRITUDE EM SUA ALMA
A GEOGRAFIA AFRICANA, UM JESUÍTA ENDIABROU
BESTIALIDADE, QUE O MAL ERA ANIMAL
ABAIXO DO SAARA, NOVOS POVOS ENCONTROU
E NO QUILOMBO, ARTE E A GUERREIRA SEMPRE A LUTAR
VEM DE ALÉM-MAR, TANTAS NAVEGAÇÕES
UM POVO UNIDO, SOBERANO NGOLA
ANGOLA TEM SUA RAINHA, NJINGA UM TRAÇO DE RAÇA
SABEDORIA NA MENTE, LÍDER DE TODAS AS BATALHAS
OS PORTUGUESES CIENTES, SE RENDEM À NEGRA VALENTE
VÊEM A LUCIDEZ NA GOVERNANTE

DEUS, QUEM SOU EU? PRA ONDE VOU?
VIM DE ANGOLA, SOU KETU, SOU NAGÔ
O NEGRO ADOÇOU, PLANTOU SUA RAIZ
UM LINDO LAÇO NO PROGRESSO DO PAÍS

BRASIL, O PRANTO ROLA NO ROSTO E SE MISTURA AO SUOR
CLAUSURA, NA DOR NÃO SE ALIMENTOU E NO NAVIO UM CANTO ECOOU
MAS EM MEU PEITO, A SAUDADE FICOU
O BATUQUE ME FAZ UM BEM, NEGRO É RAÇA E TEM SEU PAPEL
DAS CORRENTES, LIBERTA AS MÃOS
VI UM HORIZONTE NA TEREZA A ISABEL
NA FÉ, SEGUE A ROMARIA, FOLIAS, TANTAS DEVOÇÕES
COROA DE CONGO, TEM FESTIVIDADES
SÃO NOVOS ARES ONDE ESTÁ PALMARES
LIBERDADE EU VOU CANTAR, PELAS RUAS A DANÇAR
SEM DISTINÇÃO DE COR, TERREIROS DE IMORTAIS
VEJO O POETA NAS CALÇADAS MUSICAIS

VOU ME EMBALAR, SONHAR, COM DA VILA NESSA HISTÓRIA
O CANTO LIVRE DE ANGOLA!…
SEMBA LÁ QUE SAMBO CÁ, NA MINHA ESCOLA