Confira análise do desfile da Inocentes de Belford Roxo cabine a cabine

Cabine 1 por João Santoro
Passagem limpa da Comissão de Frente e do casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira. Mesmo com o vento muito forte no início do desfile, o casal não teve maiores problemas. Alegorias grandes e bem acabadas. Fantasias ricas, mas que em alguns momentos pesaram para os componentes evoluírem. Harmonia boa nos dois primeiros setores, já nos dois últimos teve uma queda.
 
Cabine 2 por Alberto João
A apresentação da comissão de frente precisa ser registrada como exemplo de bom gosto na indumentária e habilidade nos movimentos coreográficos. Detalhe para o momento que os integrantes exibiam cabeças formando animais. O casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira passou sem nenhum problema pelo segundo módulo. Os dois mostraram entrosamento e simplicidade na dança para deslizar pela pista. O carnavalesco Wagner Gonçalves mostrou todo o talento que possui em um conjunto de alegorias luxuosas, com belo acabamento e ainda com leitura fácil do enredo. A iluminação dos carros também merece muitos elogios. O carnavalesco soube usar a luz e as cores. Apenas a penúltima alegoria que teve problemas. A coroa girava poucas vezes, estava sem iluminação e com uma escultura sem acabamento. Apenas um detalhe negativo em um mar de bom gosto. No conjunto de fantasias, a Inocentes também passou impecável. Na harmonia, o samba cumpriu seu papel e foi cantado pelos componentes. Não foi um sacode no canto, mas a obra foi cantada de maneira uniforme. Com todas alas preenchidas os componentes evoluíram sem deixar buracos, mas poucos sambavam.
 
Cabine 3 por Geissa Evaristo
A comissão de frente chegou na cabine com 22 minutos de desfile e se apresentou até os 25 minutos. Mais um ano de espetáculo do coreógrafo Patrick Carvalho, chamando toda a atenção do público para a sua comissão. O casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira foi outro destaque.Apresentação com movimentos rápidos e precisos, demostravam um bom entrosamento e muita segurança. A apresentação da comissão de frente precisa ser registrada como exemplo de bom gosto na indumentária e habilidade nos movimentos coreográficos. No abre-alas que era acoplado, no primeiro carro  houve problema de acabamento no primeiro  queijo central da frente que estava com alguns espelhos descolados. Já no segundo acoplado, o tecido branco estava sujo de preto. Conjunto de fantasias volumosos,porém foi difícil identificar as alas seguindo o roteiro dos desfiles. Na ala 6, problemas de acabamento no resplendor. A arpa estava com os fios descolando.
Conjunto de alegorias do carnavalesco Wagner Gonçalves bem luxuoso, o segundo carro alegórico mesclava vermelho com dourado. Passistas femininos estavam com os calçados descolando. No 3º carro, escamas do dragão na lateral direita estava descolando. A escultura branca traseira estava com uma mancha azul no braço. Boa evolução, a escola não mudou o seu ritmo de desfile em nenhum momento, até mesmo na entrada da bateria no recuo. O canto foi irregular. Bem cantado em algumas alas e pouco cantado em outras. Na última alegoria que foi confeccionada nas cores da escola, estavam o atual Rei Momo e a Rainha do Carnaval, de faixa inclusive. Aos 47 minutos de desfile passou pela 3º cabine a última ala, dos compositores. Importante destacar, o excesso de componentes com camisa da diretoria nas laterais,
 
Cabine 4 por Vitor Rangel
A bela apresentação da Comissão de Frente  fez o público aplaudir e vibrar muito. O jurado do quesito, aplaudiu e estava visivelmente impressionado com a performance dos dançarino.

A passagem do casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira da Inocentes cativou a todos. A simpatia que o casal esbanjava e a dança segura e sem erros também foi bastante aplaudida.
A escola evoluiu relativamente no quarto módulo. No geral, a passagem foi tranquila. No entanto, a ala "O Porto" ficou mais tempo que o normal diante da cabine devido a uma pequena dificuldade que a segunda alegoria teve para passar por baixo da torre de TV. No canto, alas como "O Piano e Tambor", "Abolicismo na Folia" e "Orquestra Afro-Brasileira" passaram com o canto forte. No entanto, no geral, a Harmonia poderia ter sido melhor.