Confira o Guia do carnaval de São Paulo

Os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo começam nesta sexta-feira e, para que você tenha mais informações sobre as 14 agremiações da elite do samba paulistano, o site CARNAVALESCO preparou um guia sobre a disputa que começa esta noite, termina na manhã de domingo e tem o resultado divulgado na tarde da terça de carnaval. São sete escolas desfilando em cada dia. Na sexta, o desfile começa às 23h15. Já no sábado, trinta minutos mais cedo. Cada escola terá 65 minutos, no máximo, e 55 minutos, no mínimo, para desfilar. A transmissão dos desfiles será feita pela TV Globo

Sexta-Feira – 17/02


1ª Camisa Verde e Branco – 23h15
Enredo: É o amor
Resumo: De volta ao Grupo Especial depois de três anos no Grupo de Acesso, uma das escolas mais tradicionais do carnaval paulistano falará sobre o mais bonito dos sentimentos: o amor. O desfile, que será desenvolvido pelo carnavalesco Anselmo Brito propõe apresentar uma grande celebração do amor. A ideia é fazer com que a Avenida entenda a necessidade deste nobre sentimento para a vida. Com grande torcida em São Paulo, a escola garante que apresentará um trabalho plástico superior ao mostrado em suas últimas passagens no Grupo Especial.

Ficha Técnica
Nome: Associação Cultural e Social Escola de Samba Mocidade Camisa Verde e Branco
Presidente: Ribamar de Barros
Cores: Verde e Branco
Bairro: Barra Funda
Títulos: 9 – último em 1993
Em 2011: Vice-campeã do Grupo de Acesso
Diretor de Carnaval: Alexandre Salomão, o Teta
Diretor de Harmonia: Fábio Moreira
Carnavalesco: Anselmo Brito
Mestre de Bateria: mestre Jeyson Ferro
Coreógrafo da Comissão de Frente: Ismael de Toledo
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Leonardo e Joyce
Intérprete: Agnaldo Amaral

2ª Império de Casa Verde – 0h25
Enredo: Na ótica do meu Império o foco é você
Resumo: Tentando se recuperar de três más colocações nos últimos quatro carnavais, o Império de Casa Verde, sensação da metade da década passada no carnaval paulistano, dá prosseguimento à sua política de enredos patrocinados. Vai falar sobre as leis da Física ótica. As propriedades da luz, sombras e a modificação das propriedades do facho e das cores sob a visão de suas teorias serão mostradas na Avenida pelo carnavalesco Roberto Szaniecki. Destaque para a bateria da escola comandada por mestre Zoinho – bicampeã do Estandarte de Ouro paulista – e para o intérprete Carlos Junior, que salva mais um samba de gosto duvidoso da escola.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Império de Casa Verde
Presidente: Alexandre Furtado
Cores: Azul e Branco
Bairro: Casa Verde
Títulos: 2 – último em 2006
Em 2011: 12º lugar
Diretor de Carnaval e Harmonia: Celsinho
Carnavalesco: Roberto Szaniecki
Mestre de Bateria: mestre Zoinho
Coreógrafo da Comissão de Frente: Robinson Nascimento
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: João Carlos e Laís Moreira
Intérprete: Carlos Júnior

3ª X-9 Paulistana – 1h35
Enredo: Trazendo para os braços do povo o coração do Brasil, a X-9 Paulistana desbrava os sertões dessa gente varonil
Resumo: Há seis anos sem disputar de fato o título de campeã paulistana, a X-9 busca inspiração na visão ufanista de Mário de Andrade para exaltar e valorizar a cultura sertaneja. O enredo se propõe a redescobrir o Brasil. Trazer à tona o 'coração do Brasil', exaltando as riquezas naturais, o folclore e as características de quem vive no local. A argumentação é plano de fundo para o verdadeiro viés do tema: falar sobre os 20 anos do Rally dos Sertões. Destaque para a volta de Royce do Cavaco à escola. O puxador foi campeão pela X-9 em seus únicos dois títulos do Grupo Especial.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba X-9 Paulistana
Presidente: José Manoel Gaspar
Cores: Verde, Vermelho e Branco
Bairro: Parada Inglesa
Títulos: 2 – último em 2000
Em 2011: 10º lugar
Diretor de Carnaval: Devair Francisco
Diretor de Harmonia: Gutemberg Gome, o Berg
Carnavalescos: Rodrigo Cadete e Flávio Campello
Mestre de Bateria: mestre Bruxinha
Coreógrafo da Comissão de Frente: Yaskara Manzini
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Renatinho e Karininha
Intérprete: Royce do Cavaco

4ª Vai-Vai – 2h45
Enredo: Mulheres que brilham – A força feminina no progresso social e cultural do país
Resumo: A atual campeã do carnaval paulistano apostará mais uma vez na emoção que desperta nas pessoas. O enredo é patrocinado, mas tem conteúdo. A escola falará do protagonismo da mulher na sociedade brasileira, cenário bem diferente do visto há alguns anos. O desfile mostrará que a mulher é a grande mãe de cada mudança, pois esteve presente em cada etapa da transformação do país. Para desenvolver, a Preto e Branco conta mais uma vez com o craque Alexandre Louzada. Wander Pires também emplaca o seu segundo ano no microfone oficial da agremiação e parece cada vez mais integrado ao carnaval paulistano.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Vai-Vai
Presidente: Darly Silva, o Neguitão
Cores: Preto e Branco
Bairro: Bixiga
Títulos: 14 – último em 2011
Em 2011: Campeã
Diretor de Carnaval: Adailson Pires de Souza
Diretor de Harmonia: Fernando Penteado
Carnavalesco: Alexandre Louzada
Mestre de Bateria: mestre Tadeu
Coreógrafo da Comissão de Frente: Pedro de Alcântara
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Reginaldo Pereira e Paulinha
Intérprete: Wander Pires

5ª Rosas de Ouro – 3h55
Enredo: O Reino dos Justus
Resumo: Uma das escolas mais regulares do carnaval paulistano, a Rosas de Ouro quer mostrar que a oitava colocação no carnaval passado foi apenas um acidente de percurso. Para isso, a escola vai trazer para a Avenida um enredo fictício, mas recheado de personagens verdadeiros. O principal deles é o empresário Roberto Justus, que tem a origem familiar fincada na Hungria. A partir daí, o carnavalesco Jorge Freitas desenvolverá uma nação lendária formada por reis e guerreiros em um saga de sonhos e a luta por justiça e liberdade. Roberto Justus representará uma espécie de rei da herança cultural húngara.

Ficha Técnica
Nome: Sociedade Rosas de Ouro
Presidenta: Angelina Basílio
Cores: Azul, Rosa e Branco
Bairro: Freguesia do Ó
Títulos: 6 – último em 2010
Em 2011: 8º lugar
Diretor de Carnaval: Alexandre Vicente
Diretor de Harmonia: João Roberto Dias
Carnavalesco: Jorge Freitas
Mestre de Bateria: mestre Tornado
Coreógrafo da Comissão de Frente: Júlio César Teixeira
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Luiz Antônio e Sueli Aparecida
Intérprete: Darlan Alves

6ª Acadêmicos do Tucuruvi – 5h05
Enredo: O esplendor da África no reinado da folia
Resumo: Depois de conseguir a melhor colocação de sua história no Grupo Especial em 2011, a Acadêmicos do Tucuruvi volta a apostar em enredos de cunho cultural para buscar o primeiro título de sua trajetória. A agremiação da Cantareira fará uma grande reverência aos povos primitivos africanos. Uma utopia, um retorno a um passado de liberdade, prosperidade e glória, época de respeito à vida e à natureza. Uma viagem pela fé e religiosidade, a arte e o artesanato, a culinária e as manifestações culturais, que deram origem ao samba. O intérprete Igor Vianna substitui um dos maiores símbolos da escola, Freddy Vianna, que foi para a Mancha Verde. Destaque para a ousadia da bateria da escola, comandada por mestre Adamastor.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Social e Cultural Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi
Presidente: Hussein Abdo El Selam, o Jamil
Cores: Azul e Branco
Bairro: Tucuruvi
Títulos: Nunca venceu o Grupo Especial
Em 2011: Vice-campeã
Diretor de Carnaval: Arnaldo Motta
Diretores de Harmonia: Elias, Ernandi e Júnior
Carnavalesco: Wagner Santos
Mestre de Bateria: mestre Adamastor
Coreógrafa da Comissão de Frente: Cheila Fusco
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Robinson e Thais Paraguassú
Intérprete: Igor Vianna

7ª Mancha Verde – 6h15
Enredo: Pelas mãos do mensageiro do axé a lição de Odú Obará: A humildade
Resumo: Escola que vem demonstrando crescimento a cada ano, a Mancha Verde apostará num tema afro para encerrar o primeiro dia de desfiles de São Paulo. O carnavalesco Troy Orh desenvolverá no Anhembi o despertar do homem para as coisas ruins que acontecem no mundo através dos ensinamentos dos orixás. A ideia final do tema é fazer com que o homem tome consciência de seus erros, se arrependa e aceite a missão de se tornar mensageiro do Axé e da prosperidade que provém da humildade. Freddy Vianna estreia na escola e vai interpretar um dos melhores sambas da safra paulistana

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mancha Verde
Presidente: Paulo Rogério Serdan
Cores: Verde e Branco
Bairro: Barra Funda
Títulos: Nunca venceu o Grupo Especial
Em 2011: 4º lugar
Diretores de Carnaval: Junior Dentista e Sérgio Sanzoni
Diretores de Harmonia: Xinxa e Marquinhos
Carnavalesco: Troy Orh
Mestres de Bateria: mestres Caju e Moleza
Coreógrafa da Comissão de Frente: Mirian
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Fabiano Cruz e Jéssica Gioz
Intérprete: Freddy Vianna

Sábado – 18/02

1ª Dragões Real – 22h30
Enredo: Mãe, ventre da vida e essência do amor
Resumo: Estreando no Grupo Especial, a Dragões da Real é a terceira escola de samba vinculada à torcidas organizadas na elite do samba paulistano. Em seu debute, a Tricolor preparou uma grande homenagem às mães. O carnavalesco Eduardo Caetano desenvolverá um enredo que menciona desde a Mãe Natureza às Mães de Santo. O ápice é a homenagem à Nossa Senhora Aparecida, grande mãe do Brasil. Destaque para o experiente intérprete Daniel Collete que, além de interpretar um belo samba, parece voltar à velha boa forma.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Dragões da Real
Presidente: Renato Remondini Rodrigues, o Tomate
Cores: Vermelho, Preto e Branco
Bairro: Vila Anastácio
Títulos: Nunca venceu o Grupo Especial
Em 2011: Campeã do Grupo de Acesso
Diretor de Carnaval: Junior Schall
Diretor de Harmonia: Rogério Félix
Carnavalesco: Eduardo Caetano
Mestre de Bateria: mestre Carlinhos
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Rubens e Lyssandra
Intérprete: Daniel Collete

2ª Pérola Negra – 23h40
Enredo: A pedra que canta também samba – Itanhaém, hoje a Pérola é você
Resumo: A escola da Vila Madalena falará sobre os 480 anos de fundação da cidade de Itanhém, segunda mais antiga do Brasil. A passagem dos jesuítas, a Festa do Divino e personagens como Benedito Calixto e Hans Staden ganharão destaque. Já tida como escola ioiô, a Pérola Negra parece afastar o estigma. Este será o seu sexto ano seguido no Grupo Especial.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Social e Cultural Escola de Samba Pérola Negra
Presidente: Edilson Casal
Cores: Vermelho, Azul e Branco
Bairro: Vila Madalena
Títulos: Nunce venceu o Grupo Especial
Em 2011: 11º lugar
Diretor de Carnaval: Carlos Eduardo Rocha
Diretor de Harmonia: Ednaldo Santos
Carnavalesco: André Machado
Mestre de Bateria: mestre Bola
Coreógrafo da Comissão de Frente: Oyama Queiroz
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: André Guedes e Gisa Camillo
Intérprete: Douglinhas Aguiar

3ª Mocidade Alegre – 0h50
Enredo: Ojuobá – No céu os olhos do Rei… Na Terra, a Morada dos Milagres… No coração, um Obá muito amado
Resumo: Tentando apagar a surpreendente sétima colocação do ano passado, a Mocidade Alegre vai beber da fonte dos enredos afros para conquistar seu terceiro título dos últimos seis carnavais. O tema, que rendeu o mais belo samba da safra paulistana de 2012, inspira-se no livro Tenda dos Milagres, escrito por Jorge Amado. A obra trata da tradição dos Ojuobás, homens escolhidos pelo deus da justiça, Xangô, para representá-lo na Terra. A missão deles é difundir ideias de igualdade social, racial e religiosa. A bateria, comandada por mestre Sombra, é um show à parte.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mocidade Alegre
Presidenta: Solange Cruz Bichara
Cores: Vermelho, Verde e Branco
Bairro: Limão
Títulos: 7 – último em 2009
Em 2011: 7º lugar
Diretor de Carnaval: Vanderley Silva
Diretores de Harmonia: Carlos Farias, Carlos Magno e Daniel Sena
Carnavalescos: Márcio Gonçalves e Sidnei França
Mestre de Bateria: mestre Sombra
Coreógrafo da Comissão de Frente: André Almeida
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Émerson Ramires e Adriana Gomes
Intérprete: Clóvis Pê

4ª Águia de Ouro – 2h00
Enredo: Tropicalismo – O movimento que não acabou
Resumo: Em busca do primeiro título de sua história no Grupo Especial, a Águia de Ouro falará sobre a Tropicália, movimento cultural que surgiu sobre a influência de diversas correntes artísticas de vanguarda da cultura pop nacional, em plena Ditadura Militar. O carnavalesco Cláudio Cebola mostrará, entre outras coisas, os festivais da música popular brasileira, surgidos na época. Serginho do Porto continua firme e forte no primeiro microfone da escola e mostra entrosamento com a bateria de mestre Juca.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Águia de Ouro
Presidente: Sidnei Carriuolo Antonio
Cores: Azul e Branco
Bairro: Pompéia
Títulos: Nunca venceu o Grupo Especial
Em 2011: 6º lugar
Diretor de Carnaval: Comissão de Carnaval
Diretor de Harmonia: Raimundo Xique-Xique
Carnavalesco: Cláudio Cebola
Mestre de Bateria: mestre Juca
Coreógrafo da Comissão de Frente: Roberto Mafra
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: David Sabiá e Fernanda Love
Intérprete: Serginho do Porto

5ª Unidos de Vila Maria – 3h10
Enredo: A força infinita da criação: Vila Maria feita à mão
Resumo: O carnavalesco Chico Spinoza é a grande aposta da escola para alcançar a primeira conquista da história da Vila Maria no Grupo Especial. A escola vem mantendo uma boa regularidade: nos últimos dez carnavais ficou entre as seis primeiras em sete ocasiões. Este ano, o enredo conta a história da criação do Mundo e o desenvolvimento humano através dos trabalhos artesãos. O intérprete Nêgo estreia na agremiação e terá árdua tarefa de interpretar o melodicamente truncado samba da escola.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Unidos de Vila Maria
Presidente: Paulo Sérgio Ferreira
Cores: Azul, Verde e Branco
Bairro: Jardim Japão
Títulos: Nunca venceu no Grupo Especial
Em 2011: 3º lugar
Diretor de Carnaval e Harmonia: Carlos Eduardo Justo, o Carlão
Carnavalesco: Chico Spinoza
Mestres de Bateria: mestres Mi e Zuca
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Rodrigo Antonio e Marina Maria
Intérprete: Nêgo

6ª Gaviões da Fiel – 4h20
Enredo: Verás que o filho teu não foge à luta – Lula, o retrato de uma nação
Resumo: A Gaviões da Fiel tem o enredo de maior apelo popular do carnaval paulistano este ano, mas sofreu um duro baque às vésperas do desfile. Lula, o grande homenageado, em tratamento contra um câncer na laringe, não poderá desfilar. A vida do ex-presidente será contada pelo trio de carnavalescos da Gaviões, que prometem encher de emoção o Sambódromo.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Gaviões da Fiel Torcida
Presidente: Antônio Alan Souza Silva, o Donizete
Cores: Preto e Branco
Bairro: Bom Retiro
Títulos: 4 – último em 2003
Em 2011: 5º Lugar
Diretor de Carnaval e Harmonia: Igor Carneiro
Carnavalescos: Delmo Morais, Fábio Lima e Igor Carneiro
Mestre de Bateria: mestre Pantchinho
Coreógrafa da Comissão de Frente: Helena Figueira
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Bozó e Gisleine
Intérprete: Ernesto Teixeira

7ª Tom Maior – 5h30
Enredo: Paz na Terra e aos homens de boa vontade
Resumo: Ainda em recuperação pela morte do ex-presidente Marko Antonio, que faleceu em maio de 2011, a Tom Maior trará como enredo o distanciamento da humanidade com os valores espirituais. A escola irá evocar os seres de luz para um redirecionamento aos verdadeiros valores. O ex-presidente ganhará homenagem especial no desfile. Destaque para o intérprete Renê Sobral, que evolui a cada ano.

Ficha Técnica
Nome: Grêmio Recreativo Escola de Samba Tom Maior
Presidenta: Luciana Silva
Cores: Vermelho e Amarelo
Bairro: Sumaré
Títulos: Nunca venceu o Grupo Especial
Em 2011: 9º lugar
Diretor de Carnaval: Necco
Diretor de Harmonia: Joã Loyo e Sara Manuela
Carnavalesco: Marco Aurélio Ruffin
Mestre de Bateria: mestre Carlão
Coreógrafo da Comissão de Frente: Jean Patrick
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Jairo e Simone
Intérprete: Renê Sobral e Maradona
 

Comente: