Coreógrafo do Salgueiro aponta as dificuldades da escola e explica a Comissão de frente

 

O coreógrafo da Comissão de Frente do Salgueiro, Hélio Bejani, afirmou que a escola foi além das expectativas e também explicou a ideia central da Comissão.

– Estou muito satisfeito. Acho que superamos nossas expectativas. Apresentamos o espetáculo de cordel. Foi uma carroça arretada de verdade. Alegre e feliz como deve ser. . A ideia era passar o teatro de cordel. Uma carroça que sai do dragão e se alimenta das meninas. E depois abrimos a barriga do dragão e as salvamos. A comissão foi composta de 13 homens 2 mulheres e 8 bonecas. Acho que a maior dificuldade que enfrentamos foi que os integrantes tinham que entrar na carroça e se vestir em 10 segundos e elaborar a boneca ideal para o trabalho – finalizou.