Cubango lança enredo em feijoada na quadra

A Acadêmicos do Cubango lançou oficialmente seu enredo para o Carnaval 2012, na tarde de ontem, durante feijoada na quadra da agremiação. O tema "Barão de Mauá – Sonho de um Brasil Moderno" foi apresentado pelo carnavalesco Jaime Cezário, que contou porque decidiu homenagear o Barão de Mauá.

– A escola sugeriu alguns temas e, a partir disso, comecei a estudar. Fiquei surpreso com a história do Barão de Mauá. Eu achava que ele era apenas um patrono da construção naval, como muita gente deve achar, mas pesquisando a vida dele percebi que era muito mais que isso. Mauá era um empreendedor, tinha vontade de fazer com que o Brasil crescesse. Ele trouxe a modernidade, levou luz à escuridão e valorizava o trabalho livre. A história dele é realmente fantástica. Por isso achamos que era um personagem excelente de ser resgatado. As escolas de samba têm esse papel cultural de homenagear personagens que tiveram importância para nossa história e que acabaram ficando um pouco esquecidos ao longo do tempo – disse.

Cezário contou ainda que a determinação do Barão e o fato da primeira sede industrial ter sido em Niterói foram as características que mais lhe chamaram a atenção.

– Mauá escolheu Niterói para ser sua primeira sede industrial. Ele nunca se abateu com as derrotas, sempre lutou pelos seus ideais e nunca desistiu. É um exemplo de determinação. Ele tem muito a ver com a escola, que também está sempre lutando por uma melhor posição e nunca desiste – concluiu o carnavalesco. O presidente do Cubango, Olivier Luciano Vieira, mais conhecido como Pelé, também justificou a escolha do tema.

– Não entendo porque não o homenagearam antes. Mauá foi realmente muito importante para história do nosso país e muita gente não conhece a história dele. Iremos contar desde quando ele era apenas Irineu Evangelista, passando por Barão até chegar a Visconde.

Descendentes do Barão de Mauá também prestigiaram o evento na quadra da escola e se colocaram a disposição da Verde e Branco de Niterói.

– Foi uma felicidade quando recebemos a notícia da homenagem afinal foi em Niterói que tudo começou. Iremos acompanhar todo o processo e ajudar no que for preciso – disse Marquês de Viana Eduardo Nedehf.