De volta ao Acesso, Renascer escolhe samba da parceria de Gabriel da Penha para 2013

 

Após desfilar no Grupo Especial em 2012, a Renascer de Jacarepaguá volta para o Grupo de Acesso no Carnaval de 2013, e, na noite desta sexta-feira, escolheu a obra da parceria de Gabriel da Penha, Leandro Nogueira, Luiz Gustavo, Deco e Igor do Cavaco como o samba-enredo para o desfile do ano que vem. Com o enredo "Rio, uma viagem alucinante", que tem a consultoria do carnavalesco Paulo Barros, a Vermelho e Branco de Jacarepaguá fará na Sapucaí um alerta contra o tráfico de animais e pássaros silvestres. Última escola a desfilar no sábado de carnaval, a Renascer promete brigar para voltar a desfilar no Grupo Especial.


* Veja aqui vídeo do anúncio do samba campeão da Renascer

– Nessa hora é difícil tentar explicar o que estamos sentindo. É a coroação de um trabalho que a gente faz todo ano aqui ganhando ou perdendo. Temos a confiança do presidente e tentamos trabalhar e depois aguardar pra sabermos se conseguimos ou não atingir nossa meta. Como ele mesmo disse no início do anúncio, ele escolhe os sambas e e tem acertado nas escolhas. Se você buscar o histórico da Renascer mesmo sendo uma escola nova, os últimos cinco ou seis anos você verá um acervo muito acima de outras escolas ditas tradicionais. A escola sempre leva um belo samba e vira e mexe ganha prêmios devido ao samba. Todo ano é difícil a escolha do presidente mas esse ano ele escolheu o nosso samba – afirmou o compositor Gabriel da Penha.


* Ouça o samba da Renascer para o Carnaval 2013


Em entrevista ao site CARNAVALESCO, o presidente Antônio Carlos Salomão, disse o que pretende para 2013. – Precisamos fazer um bom carnaval primeiro. A receita é essa. Não é o desfile que é julgado? Então, nós temos que nos comprometer em fazer um grande papel na Avenida. O samba precisa estar enquadrado no enredo e acima de tudo entrar na cabeça dos nossos componentes e dos segmentos, aí sim vamos muito bem para o desfile.


* Veja aqui galeria de fotos da final


Marquinho, supervisor de carnaval da Renascer, disse que a escola vai fazer um carnaval competitivo. – A Renascer é uma escola que vem crescendo a cada ano e mesmo com o rebaixamento neste carnaval já temos todo o planejamento fechado para o próximo ano. Hoje temos uma comissão de carnaval comandada pelo Paulo Barros. Vamos ter 1800 componentes, divididos em 23 alas, quatro alegorias e um tripé. Tivemos uma reunião com o presidente e ele determinou que todas as fantasias fossem doadas para a comunidade, não teremos alas comerciais.


Como foram as apresentações dos sambas finalistas

Parceria de Marquinho Telles: Fez uma boa apresentação e contou com uma torcida animada e que sabia cantar o samba. No início um dos cantores mandou o recado pedindo paz, principalmente, entre torcidas de times de futebol. Cada um – no total de quatro – estava no palco com a camisa de um time carioca e na torcida também camisas misturadas. Um bonito recado. Voltando ao samba, não empolgou segmentos da agremiação, dificultando um bom resultado na escola.

Parceria de Rafael Tinguinha: Um palco forte com Tinga e Celino Dias o samba foi bem levado durante toda sua apresentação, infelizmente, o mesmo não pode ser falado da torcida que ficou balançando bandeiras. Alguns sabiam a letra do samba e outosa tentavam se esforçar lendo o samba no papel. Foi a primeira manifestação do público na noite, porém, segmentos continuaram sem cantar, apenas observando.

Parceria de Gabriel da Penha: Entrou como forte candidato à vitória, assim como a segunda parceria. Não decepcionou. Segmentos pela primeira vez cantaram o samba, assim como a quadra que recebeu muito bem. Lico Monteiro defendeu bem o samba durante suas inúmeras passadas. Os compositores no palco ajudaram a sacudir sua torcida que cantou forte o samba antes mesmo de seu início. Vale destacar a melodia do samba principalmente na segunda parte.

Parceria de Jayme Cesar: Outro palco que levou bem o samba com Igor Viana e Marquinho Silva. Entretanto, o samba não conseguiu empolgar assim como aconteceu com a primeira parceria da noite. Mesmo animada não foi capaz de sustentar o samba durante as duas passadas. Vale destacar o refrão principal bem forte. Segmentos não se manifestaram.


Bateria


Estreando no comando da bateria da Renascer, no lugar de Paulão, mestre Dinho, contou como está o trabalho. – A bateria já está montada graças a Deus. Está chegando uma rapaziada nova de outras agremiações. A casa já estava pronta agora é só trabalhar devagarinho e pronto. Já pedi junto à presidência para sentar junto com o pessoal do carro de som e conversarmos para saber o que ficará melhor para a escola.


Barracão


Alexandre Brittes, que também exerce a função de supervisor de carnaval, dentro da comissão criada na escola, contou como está o trabalho no barracão. – Estamos indo para o antigo barracão da Inocentes de Belford Roxo e já recebemos o local. Durante esta última semana realizei uma limpeza para conseguirmos adequar o tamanho das nossas alegorias que iremos manter do mesmo tamanho, não queremos diminuir em nada. Estamos fazendo um projeto como se fosse no Especial. Já a partir deste domingo vamos começar o trabalho em cima dessas alegorias. Aqui na quadra vem acontecendo parte das confecções das fantasias. Os  protótipos estão prontos tem 40 dias e tudo aprovado pelo nosso carnavalesco Paulo Barros.

Comente: