De volta ao Grupo Especial, Pérola Negra vai em busca da felicidade

De carnavais interessantes desde sua volta ao Grupo Especial em 2007 ao rebaixamento considerado injusto após a confusão na apuração de 2012, a Pérola Negra conseguiu voltar ao que considera seu lugar de direito. A escola, da Vila Madalena, conquistou o título do Grupo de Acesso do ano passado, e por isso o direito de abrir os desfiles de sábado, no Sambódromo do Anhembi.

Do time dos últimos anos, apenas o intérprete mudou. Douglinhas Aguiar, que já ameaçava sair do carnaval, confirmou sua retirada durante a final de samba enredo desse ano. Coube a Celsinho Mody, cria do Camisa Verde e Branco, e com passagens por Mancha Verde, Tatuapé e Nenê, assumir o microfone da escola, ao lado do prata da casa Mydras.
Pelo sexto ano a frente do carnaval da escola, o carnavalesco André Machado, resolveu buscar a felicidade no desfile de 2014. Com o enredo “Caminhos segui, lugar encontrei… Pérola Negra, a suprema felicidade”, a Joia Rara do Samba, como é conhecida a escola, vai levar para a avenida os questionamentos, as técnicas e as coisas simples da vida que nos deixam felizes.

O desfile contará com os questionamentos como, a felicidade ser um sonho ou uma ilusão. Seria ela uma utopia ou uma realidade. A busca pela felicidade pode ser feita através do uso de técnicas, como o Feng Shui, que será representado no desfile da escola.

A fé e a religião, que colocam a felicidade, como uma meta necessária a ser alcançada, também serão lembradas no desfile do Pérola. Sem poder esquecer que, até no uso da razão, a felicidade já é colocada como uma meta, um plano de vida. A justiça, a igualdade, o bem-estar social e a qualidade de vida, contribuem para a felicidade.
Porém, mesmo com esses pontos positivos que nos encaminham à felicidade, a dúvida ainda persiste: Onde mora a felicidade? Ela tem preço? Dúvidas que se respondem com os versos do samba exaltação da escola. “O samba é a nossa alegria, é filosofia que faz sonhar”. “Venha, você verá que vale a pena. Chegar na Vila Madalena… E ver o povo cantar feliz”.

A Pérola Negra vai encerrar o seu desfile, acreditando que não há caminho para a felicidade, pois é a felicidade o caminho para se viver.

 

 

Autores do samba: Japonês, Rogerinho Tavares, Luciano Oliveira, Cruz Neto, Fernando e André

Intérpretes oficiais: Celsinho Mody e Mydras

 

Vejo brilhar em cada olhar um sentimento puro
Felicidade eu vou cantar, vem nos meus versos pela Grécia viajar
Tão bela a inspiração
Meu samba nos leva a reflexão
Na mitologia divina ação
Presente dos céus para o meu coração
Envolve a alma 
Por dentro me acalma
Seguindo o caminho da virtude e do bem, sem olhar a quem

E na força da fé…
Eu vou… Semear a missão do amor
Nas religiões a procurar
Das trevas a luz, sei que vou encontrar

Será… Que a felicidade está
Num tesouro ou num gesto de amar
Ou num sonho a se realizar?
A vida não teria sentido, sem você eu sei que não vivo
Eterna paixão é o meu pavilhão
40 anos de samba, celeiro de bambas, vem cantar…
A Madalena vai te emocionar!

Chegou a "Vila da Felicidade"
Exemplo maior de comunidade
Razão do meu viver
Sou louco por você
Pérola Negra até morrer!

Comente: