Decoração do Samba in Rio usa materiais recicláveis

Quem compareceu nos dois dias do festival Samba in Rio percebeu que muitas esculturas compunham o visual na entrada. E todas já passaram pela Marquês de Sapucaí no último carnaval. A onça tocandira da São Clemente e o arcanjo da União da Ilha são alguns exemplos. As escolas doaram os materiais para o decorador do festival, Milton Cunha, que também é diretor cultural do evento.

O carnavalesco contou à equipe do CARNAVALESCO que buscou diversos materiais recicláveis para compor od diversos cenários. – É o futuro para o carnaval. Em tempos de crise, é importante tanto no aspecto ambiental como no financeiro. Além das esculturas, ainda tivemos os dois tótens representando mestres-salas e portas-bandeiras com diversos materiais recicláveis – explicou.

Mas talvez um detalhe tenha passado despercebido pela maioria das pessoas que marcaram presença no festival Samba in rio. O palco onde se apresentaram os artistas foi todo decorado com quentinhas metálicas, que foram colodas na estrutura e pintadas em cores vivas. Mas apenas se aproximando do palco para perceber a criatividade de Milton Cunha.

O festival Samba in Rio aconteceu nos dias 18 e 19 de julho na Praça da Apoteose e reuniu diversos artistas.