Dia histórico para o samba e para Vila Isabel

Dia histórico na Vila Isabel. Com a quadra lotada não é pecado nenhum afirmar que todo mundo estava presente para celebrar. E o motivo? O samba da parceria de André Diniz, Martinho da Vila, Arlindo Cruz, Tunico da Vila e Leonel. Sem dúvida, a obra que será o hino da Vila Isabel no Carnaval 2013 já entra no hall das melhores do carnaval carioca. A conquista pode ser ainda maior. Ainda temos os ensaios com a comunidade, o ensaio técnico no Sambódromo e o ápice no desfile oficial, ou seja, muitas oportunidades para lapidar essa joia criada pelos cinco compositores. As outras três obras finalistas fizeram boas apresentadas na final e seus compositores não podem lamentar, afinal, eles 'perderam' para um samba que poderá ser maravilhoso para o desfile da escola do coração.

Com o resultado, André Diniz chega a sua 14ª vitória na escola de coração. Martinho da Vila venceu pela 11ª vez. Em entrevista ao site CARNAVALESCO, André Diniz ressaltou a parceria com Arlindo Cruz e Martinho da Vila. – Esse samba é do mesmo nível ou melhor que o de 2012. Ele representa a realização de todos os sonhos – afirmou. Durante a semana, aqui no CARNAVALESCO, você poderá acompanhar uma entrevista exclusiva e imperdível com André Diniz.


* Ouça aqui o samba da Vila Isabel para 2013

Martinho da Vila comentou a decisão de compor o samba com Arlindo Cruz. – O Arlindo já é um parceiro de anos, inclusive, já cantou músicas minhas. Compor esse samba é uma emoção bonita, nós gostamos muito – contou o músico, que revelou que a obra levou mais ou menos um mês para ficar pronta. Martinho apontou ainda sua parte favorita no samba. – Como sou do interior gosto muito do refrão que fala 'Ô muié compadre chegou, puxa o banco e vem prosear; bota água no feijão, já tem lenha no fogão; faz um bolo de fubá' – revelou Martinho que negou que esteja se despedindo das competições de samba. – Vou continuar sim, isso é história que o pessoal inventa – ratificou. Questionado sobre a importância do samba no desfile o compositor pontuou como a coisa mais importante. – O samba é a coisa número um, tanto que o nome já diz, escola de samba, o samba seguido do enredo é o mais importante, as alegorias, fantasias, todo o resto são complementos. Martinho comentou ainda sobre a vitória do samba feito pela parceria de Wanderley na Portela, considerado um grande samba e o hino da Vila para o ano que vem. – É muito bom isso, é importante ver sambas verdadeiros na Avenida – finalizou.


* Veja aqui a galeria de fotos da final da Vila

Para o presidente da Vila, Wilsinho Alves, a missão agora está com ele e a carnavalesca Rosa Magalhães. – É uma responsabilidade. Os compositores fizeram sua parte. Cabe a mim buscar recursos, fazer os investimentos e a Rosa trabalhar nas alegorias e fantasias. Em 2012, nós podíamos ter vencido. Não vai faltar empenho e investimento por parte da direção. Brigo com todas as escolas pelas notas máximas em samba-enredo. A Vila Isabel vem com um samba para ser nota dez – disse o dirigente, que aproveitou para anunciar a contratação de Carlinhos de Jesus, que assume a função de diretor artístico da Vila Isabel.
 


O diretor de carnaval da Vila, Junior Schall, anunciou que, mais uma vez, a escola vai doar para comunidade 100% de suas fantasias. – Distribuimos todas fantasias, mediante o esforço do componente nos ensaios e isso gabarita a escola – contou. Perguntado sobre a dificuldade do carnaval cair no início de fevereiro, Junior mostrou conhecimento total da programação. – As escolas tem adotado um sistema que demoram para iniciar os trabalhos. A administração da Vila ofereceu estrutura para os carnavais que a Rosa projeta e temos um tempo certo. Estamos no cronograma que a Rosa propõe – explicou. Ele também apontou qual é a importância do samba para o sucesso de um desfile. – Depende da escola. Na Vila, eu digo que é uma parte muito importante. Não digo porcentagem, porque é injusto. Ano passado, o samba foi fundamental e a comunidade é o nosso tesouro. Para Vila, o samba é o tônico.

Maior vitorioso desse tempo de escolhas de samba, o intéprete Tinga é só alegria com suas conquistas e com o samba da sua Vila para 2013. – As parcerias fizeram grandes sambas e tenho o privilégio de participar das disputas e fazer a alegria da galera. É natural cantar belos sambas na Vila Isabel. Faço tudo para Vila Isabel fazer um grande desfile. O importante é a comunidade cantar com alegria e feliz. Acho que o samba é 90% do sucesso de um desfile. Quando escolhe o melhor samba, a escola desfila com muito mais alegria, a harmonia trabalha melhor e a bateria toca melhor – frisou Tinga.

Rosa Magalhães

Questionada se pediu algo aos compositores da Vila para a criação do samba-enredo, a carnavalesca Rosa Magalhães foi enfática dizendo que pediu apenas para ser uma música linda. – Quanto menos você interfere melhor fica, porque eles são criadores então tem que deixá-los livres, à vontade. Pedi apenas que fosse uma música muito linda – explica. Sobre a importância do samba na hora do desfile, a carnavalesca afirma que é a coisa mais importante na hora de passar pela Avenida. – O samba é 90% na hora do desfile. O samba e a bateria são a alma da escola, o resto é acessório – brinca Rosa, que emenda. – Você pode não ter nada, mas tem que ter o samba e o ritmo bons, aí já faz toda a diferença. A carnavalesca afirmou ainda que o trabalho de alegorias e fantasias já começou. Esta semana, ela e Carlinhos de Jesus, o novo diretor artístico da agremiação, devem se reunir com o presidente da Vila e com outros setores da escola para conversarem sobre intervenções que o coreógrafo fará para o desfile em 2013. – Somos um grupo então todos têm que conversar, senão cada um vai para um caminho e não dá certo. O Carlinhos vai ajudar nas interferências coreográficas, mas ele tem que sentar com o presidente ainda e ver onde ele quer que entrem essas interferências – contou Rosa que explicou ainda a diferença de o carnaval ano que vem ser em fevereiro. – É mais sofrido né? A diferença é essa – confessa.

Sabrina Sato

Com um modelito bem colorido que valorizava sua boa forma, Sabrina Sato, rainha de bateria da Vila, sambou com os ritmistas e animou o público presente. A apresentadora do "Pânico" falou sobre a escolha do hino da escola para o Carnaval 2013 e a importância do samba no desfile. – O samba é muito importante para o desfile. Do interior eu entendo né? – brincou a beldade valorizando o sotaque. – Meus avós eram agricultores, nasci no interior de São Paulo então conheço bastante dessa cultura, mas pretendo estudar ainda mais para saber ainda mais e fazer bonito no desfile. Estou tendo ajuda da minha coreógrafa, a Dandara, e do Carlinhos (de Jesus) para tentar colocar um pouco dessa cultura na dança para apresentar na Avenida – revelou a rainha de bateria da escola que ainda não sabe como será sua fantasia.

 

 

Comente: