Dirigentes decidem fazer nova eleição presidencial na Lesga

Em reunião realizada na noite desta segunda-feira, os dirigentes do Grupo de Acesso A decidiram que no dia 27 de março haverá eleição para escolha do novo presidente da Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso (Lesga). Eles resolveram também que o novo presidente será novamente de uma escola do Grupo A. Nenhum candidato está definido. O atual presidente da Lesga e da Inocentes de Belford Roxo, Reginaldo Gomes, não poderá ser candidato para reeleição e nem o vice-presidente da Lesga.
 

A reunião aconteceu com todos os fundadores da Lesga, incluindo, Estácio de Sá, Rocinha, Caprichosos de Pilares, Santa Cruz, Paraíso do Tuiuti, Império da Tijuca, além da assinatura do presidente da São Clemente, Renato Almeida Gomes, e de Ney Filardi, presidente da União da Ilha. A decisão foi tomada de acordo com o estatudo da Lesga, onde a maioria pode decidir o destino da entidade.
 

Os presidentes aguardam uma carta com o pedido de renúncia do atual presidente Reginaldo Gomes. Eles já solicitaram  também a prestação de contas da Lesga. No dia da eleição também será formada o novo Conselho Deliberativo da Lesga.
 

Sobre o problema com a Riotur, os dirigentes da Lesga acreditam que o problema não está na entidade, mas na atual administração. Com os novos responsáveis, eles acreditam que a Lesga continuará comandando os Grupos A e B.
 

Comente: