Documentário ‘O Samba’, com Vila Isabel e Martinho, será lançado no Rio na próxima semana

O diretor franco-suíço Georges Gachot vem ao Brasil participar do lançamento de seu filme "O Samba", que estreia dia 24 de setembro e ganha pré-estreia especial dia 22 na quadra da Unidos de Vila Isabel com a presença do cantor e compositor Martinho da Vila.

Conhecido no Brasil por seus filmes anteriores: Maria Bethânia, Música é Perfume (2005) e Rio Sonata (2010), com Nana Caymmi, Georges Gachot retorna com seu terceiro filme em homenagem a música brasileira no documentário "O Samba", que estreia em circuito comercial dia 24 de setembro. O documentário retrata de uma forma expressiva que o samba não é apenas uma dança com movimentos sensuais, mas que também é palavra, linguagem e estilo de vida. O cantor Martinho da Vila irá guiar o espectador através do mundo do samba, contando suas histórias sobre sua carreira e apresentando sua escola do coração: Vila Isabel.

Com sensibilidade, o diretor Georges Gachot concentra-se em assuntos relevantes no documentário: O Carnaval, representado pela escola de samba Unidos da Vila Isabel com seu maior expoente Martinho da Vila, o ritmo samba, com destaque para suas variações, tradição e histórias e o carismático cantor Martinho da Vila que conduz o filme e tem os seus principais sucessos cantados por ele e por seus convidados.

O diretor também dá voz aos anônimos como: mestres de bateria, passistas, a ritmista iniciante e aos moradores do bairro de Vila Isabel.

"Um belo documentário deste franco-suíço, que deveria ser eleito brasileiro honorário pelo trabalho que vem fazendo pela música brasileira — são dele dois documentários anteriores sobre cantoras, um sobre Maria Bethânia, outro sobre Nana Caymmi. Neste ele vai mais fundo, às raízes do mais fundamental ritmo brasileiro, o samba." (Luiz Zanin – O Estado de S. Paulo)

“O documentário mostra o samba sem cair nos lugares-comuns. Com proposta abrangente e tom de reportagem, o gênero musical é apresentado enquanto cultura, linguagem e estilo de vida. Muito além da sensualidade da dança, observa outros aspectos do fenômeno, dando destaque às letras, à dimensão social, à melancolia.”  (Alexandre Agabiti Fernandez – Folha de S. Paulo)

“No tumulto de mil tambores ou tocado na ponta dos dedos em um pandeiro, na festa ou em um canto nostálgico, no palco ou na rua, o ritmo binário anima essa vida brasileira. O Samba capta suas cores, seus sons e sua alma.” (François Barras – 24 Heures)

SOBRE O DIRETOR

Georges Gachot é um diretor e produtor franco-suíço especializado em filmes sobre música clássica. Aos 18 anos, ele deixou Paris para estudar na Escola Politécnica de Zurique. Seus primeiros passos no mundo do cinema foram em 1985, quando ele se tornou ator de filmes publicitários para televisão e para o cinema. Ele trabalhou para Naxos, fazendo videoclipes com o objetivo de permitir a visualização das obras do grande repertório musical. 

Em 1993, Georges Gachot decide trabalhar como profissional autônomo em outras categorias de filmes sobre música clássica. Ele desenvolve desde então seu trabalho realizando documentários e retratos de músicos e compositores. Em 1996, ele começa a trabalhar como produtor. 

Em 2002, Georges Gachot recebeu o prestigiado “Prêmio Itália” pelo seu retrato da pianista argentina Martha Argerich. Também interessado no Camboja, ele faz quatro documentários sobre os trabalhos humanitários do violoncelista e pediatra suíço Beat Richner. 

No filme Maria Bethânia: Música é Perfume (2005), ele sai pela primeira vez da música clássica. O seu interesse pela música brasileira continua com o filme Rio Sonata (2010) e seu recente O SAMBA (2014). 

SOBRE O MARTINHO DA VILA

Nascido em Duas Barras, Região Serrana do Rio de Janeiro, em 1938, Martinho é sambista, cantor e compositor. Surgiu para o grande público no III Festival da Record, em 1967, quando concorreu com a música "Menina Moça". O sucesso veio no ano seguinte, na quarta edição do mesmo festival, lançando a canção "Casa de Bamba", um de seus clássicos. Sua história se confunde com a escola de samba Unidos de Vila Isabel, onde, desde 1965, assinou diversos sambas-enredo — o mais recente deles o de 2013, escrito em parceria com Arlindo Cruz, André Diniz, Tunico da Vila e Leonel, que deu à escola o título de campeã do carnaval.

SOBRE A DISTRIBUIDORA

Distribuidora presente no Brasil há mais de 25 anos, a Imovision  já lançou mais de 300 filmes no Brasil. A distribuidora tem em seu catálogo realizações de consagrados diretores internacionais e nacionais, e filmes premiados nos mais prestigiados festivais de cinema do mundo, como Cannes, Veneza, Toronto e Berlim. Mantendo seu foco em títulos de qualidade, a Imovision foi a responsável por introduzir no Brasil cinematografias raras e movimentos internacionais expressivos, como o Movimento Dogma 95 e o cinema iraniano.

FICHA TÉCNICA

Título original: O Samba

Direção: Georges Gachot

Roteiro: Georges Gachot

Produção: Georges Gachot

Edição: Ruth Schlapfer

Gênero: Documentário

País: Suíça

Ano: 2014

COR

Tempo: 82 minutos

Classificação: livre

Sinopse: "O Samba" mostra que samba não é apenas uma dança com movimentos sensuais, mas que também é palavra, linguagem e estilo de vida. O cantor Martinho da Vila guia o espectador através do mundo do samba, contando histórias sobre sua carreira e apresentando sua escola do coração, a campeã do Carnaval do Rio em 2013, Vila Isabel.