Dona Ivone Lara e outras sambistas são destaque em exposição no MAR

O Museu de Arte do Rio promove até o dia 20 de setembro a exposição 'Tarsila e mulheres modernas no Rio' levando aos seus visitantes obras da renomada pintora brasileira Tarsila do Amaral e de outras mulheres que fizeram parte da transformação da cidade do Rio de Janeiro após o término da Segunda Guerra Mundial. A exposição traz as mulheres que revolucionaram a sociedade carioca com seus papeis modernos e alcança de Clarice Lispector à Fernanda Montenegro, ilustrando as paredes do segundo andar do MAR com quadros, discos, frases, livros e objetos marcantes dessas personalidades do universo feminino.

Entre as homenageadas, Dona Ivone Lara, a primeira mulher a fazer parte de uma ala de compositores no Brasil, é um dos destaques. Com o nome registrado nas paredes da exposição e com um espaço reservado na seção 'Tias do Samba', Dona Ivone se consagra mais uma vez ao ser lembrada entre as mulheres que mudaram o curso da história da cidade. Através de sua poesia, ela foi responsável pela inserção das mulheres nas alas de compositores das escolas de samba carioca e, por isso, ostenta o título de 'matriarca do samba'.

Na exposição, os visitantes podem conhecer um pouco mais da história de Dona Ivone através daquilo que melhor depõe sobre ela: sua música. Através da interatividade audiovisual, o visitante do MAR pode ouvir as canções da sambista lançadas em um LP pela Som Livre em 1985. Sua história foi contada pelo Império Serrano, agremiação a qual pertence, no Carnaval de 2012 com o enredo 'Dona Ivone Lara: enredo do meu samba' que levou a escola a conquistar o vice-campeonato da Série A do carnaval carioca.

Além de Dona Ivone, outros nomes são exaltados em 'Tarsila e mulheres modernas no Rio', como é o caso de Clementina de Jesus (homenageada da Tradição para 2016, na Série B), Jovelina Pérola Negra e Alcione. A exposição foi aberta no dia 12 de maio e segue até 20 de setembro no Museu de Arte do Rio, localizado na Praça Mauá, nº 5, Centro do Rio de Janeiro. A exposição está aberta de terça a domingo, incluindo feriados, das 10h até às 17h. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) e às terças-feiras a entrada é gratuita. Para saber mais, basta acessar www.museudeartedorio.org.br.