Dr. Hiram Araújo fala sobre carnaval com data fixa

Apresentado pelo deputado federal Stepan Nercessian(PPS/RJ) na primeira semana de junho, o Projeto de Lei 1503/11, que determina data fixa para o Carnaval em nivel nacional, foi debatido na plenária da Liga Independente das Escolas de Samba, na última quarta-feira. Entusiasta da ideia, o diretor cultural da entidade e pesquisador, Dr. Hiram Araújo, falou aos presidentes das agremiações do Grupo Especial sobre as vantagens que a mudança pode trazer.

Para Dr. Hiram, além de não ter nenhum aspecto negativo, a mudança traria muitos benefícios nos âmbitos financeiro e organizacional.

– Esse projeto seria para o carnaval no Brasil inteiro e não somente para o desfile das escolas de samba. O carnaval no Brasil está determinado por uma lei que vem desde o tempo do reinado, uma lei religiosa. Quando ele cai na primeira quinzena de fevereio dá um prejuizo enorme à cidade, em todos os sentidos. Além disso, uma data fixa não gera dúvidas e todos podem se organizar de uma maneira melhor. Todas as grandes festas do Brasil têm data fixa, com o carnaval não pode ser diferente – revelou o pesquisador, que confirmou a intenção de que a festa ocorra sempre na primeira semana de março.

A PL, que terá a deputada federal Jandira Feghali(PC do B) como relatora e deverá ser votada em breve, parece também ter o apoio dos presidentes das principais escolas cariocas. De acordo com Hiram Araújo, todos os dirigentes presentes à Liesa mostraram-se favoráveis à mudança. Ele já solicitou um encontro com o arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, em busca de apoio.

– Pretendo conversar com ele. Já solicitei uma oportunidade para podermos conversar e estou aguardando. Acredito que o arcebispo não imponha nenhuma objeção. Não é uma questão religiosa, mas puramente econômica – afirmou.