Em atuação perfeita de Celsinho Mody, Tatuapé mostra que está pronta para o primeiro título

0 Flares 0 Flares ×

ensaio_tatuape_16022017-31A semana que antecede o carnaval também é a última dos ensaios técnicos de São Paulo. Na quarta-feira a Águia de Ouro fez seu terceiro ensaio, e nessa quinta-feira duas escolas mostraram para o público uma prévia do que vão levar para a avenida. Acadêmicos do Tatuapé, atual vice-campeã, e Gaviões da Fiel, sétima colocada.

Após o carnaval de 2016, a Tatuapé mostrou a todos que não é apenas mais uma coadjuvante nos desfiles, e já pode ser considerada protagonista. E, em seu último contato com o Anhembi antes da sexta de carnaval, mostrou mais uma vez que amadurece a cada dia o sonho do primeiro título.

Samba-enredo

Celsinho Mody, atual vencedor do prêmio Estrela do Carnaval, oferecido pelo site CARNAVALESCO e pela SASP, é sem dúvida uma das maiores vozes do carnaval paulistano. Afilhado de Neguinho da Beija-Flor, o intérprete conduziu com maestria o hino da Tatuapé. Além da bela cadência e entrosamento com seus companheiros de carro de som o intérprete se destacou em diversos momentos quando era necessário e não deixou o samba cair nenhuma vez sequer.

banner_holiday

ensaio_tatuape_16022017-35Desde a arrancada do ensaio, os cantores mostraram enorme entusiasmo e cativaram ainda mais o público presente ao começar o esquenta com o samba de 2014, em homenagem ao padroeiro da escola, São Jorge. Em seguida, cantaram mais uma vez para o padroeiro seguido de um ijexá. Antes de iniciarem 2017 foram abençoados pela madrinha da escola Lecy Brandão que deu o sinal verde para o início do ensaio.

– Hoje foi muito legal, a comunidade cantou muito. Agora é hora de concentração, carinho e respeito com todo mundo. Vamos fazer o melhor carnaval da nossa história na avenida, está nas mãos de Deus e ele vai trazer um presente muito especial pra gente. Com humildade e pé no chão, iremos pra cima – resumiu Celsinho.

Evolução

Apesar do bom número de componentes em seu ensaio, a Tatuapé soube manter a organização durante toda sua passagem pela passarela. Com as devidas marcações de alegorias e alas muito compactas a pista ficou devidamente bem preenchida com todo o contingente da escola. Como é de costume o casal de mestre-sala e porta-bandeira vem apenas uma ala atrás a comissão de frente. E em todas as apresentações não houve sequer um buraco entre eles. O que mostra a parceria entre os quesitos.

Mestre-sala e Porta-bandeira

ensaio_tatuape_16022017-5O casal se apresentou como se estivesse em dia oficial. Diego e Jussara mostraram uma coreografia com diversos pontos “chave”. Nas partes mais fortes do samba a dança é bastante ousada. Quando o samba entra nos versos “Em poesia… Brilha a cultura no olhar”, onde a cadência é mais melodiosa, ambos mudam de postura e a coreografia é mais harmoniosa.

– Nós estamos prontos graças a Deus. Conseguimos cravar definitivamente, deu tudo certo. Não teve nenhuma falha e se viermos nessa pegada pode ter certeza que o resultado virá – afirmou Diego.

A porta-bandeira contou que a semana será de controle na alimentação e de bastante líquido.

– Temos que controlar tudo, bastante líquido, não comer muita coisa pesada. A gente já fica se preservando pro desfile para que não tenha problema algum – disse Jussara.

Comissão de frente

ensaio_tatuape_16022017-8Se o desfile fosse hoje a Tatuapé, mais uma vez, conseguiria tirar as 3 notas 10 necessárias para gabaritar o quesito. Mesmo sem roupa e com elemento alegórico ainda sem estar completo, a comissão mostrou uma sincronia de dar inveja. A coreografia gira em torno de Oyá, com outros 14 componentes que dançam ao lado da senhora dos ventos. Aparentemente os componentes serão guardiões já que carregavam uma espécie de lança nas mãos na apresentação.

Harmonia

Ao lado do samba-enredo, a harmonia foi o auge do ensaio. Os componentes cantaram muito por todos os momentos que estiveram na avenida. Esse também é um dos quesitos que a Tatuapé sabe fazer bem, tendo em vista que as notas vieram no último carnaval. Mesmo cientes disso, a cobrança entre os próprios componentes parece ser maior. A comunidade da Zona Leste voltou para casa tranquila e consciente de um bom trabalho feito no que se refere ao canto e entusiasmo.

Bateria

ensaio_tatuape_16022017-33Um bom desempenho com direito a “paradona” no refrão principal. Destaque para a fila de tamborins que está desenhado do início ao fim do samba-enredo.

– Fizemos três ensaios e tivemos pontos de crescimento em cada um. A gente conseguiu passar bem tranquilo com tudo que a temos planejado para o dia do desfile. Agora é só aguardar, descansar e pedir a Deus para dar tudo certo – finalizou mestre Igor.

A Acadêmicos de Tatuapé será a quarta escola a entrar na avenida na sexta-feira de carnaval. O enredo “Mãe África conta a sua história: Do berço sagrado da humanidade à abençoada terra do grande Zimbabwe” está sendo desenvolvido pelo recém-contratado Flávio Campello. Caso se consagre campeã do carnaval paulistano, esse será o primeiro título conquistado em 64 anos de história.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×