Em noite emocionante, Império da Tijuca recebe Medalha Tiradentes

 

 

A noite do dia 4 de junho de 2014 ficará marcada na história do Império da Tijuca. Colorindo o Plenário Barbosa Lima Sobrinho, no Palácio Tiradentes, de verde e branco, a agremiação do Morro da Formiga, representada pelo presidente Antônio Marcos Teles, o Tê, pela primeira-dama, Cristina Teles, por Sebastião Vicente – um dos fundadores da escola – carinhosamente conhecido como Tiãozinho – pelo presidente da Velha-Guarda, José Alberto Matias, pelo 1º casal de mestre-sala e porta, Peixinho e Jaçanã, baianas, passistas, além dos ritmistas do Mestre Capoeira, o Império da Tijuca foi homenageado com a mais alta condecoração concedida pela ALERJ – a Medalha Tiradentes – por iniciativa do deputado estadual, Gilberto Palmares, criado no Morro da Formiga.

– Esta homenagem é, não só, por tudo o que o Império da Tijuca representa para a comunidade do Morro da Formiga, como também um reconhecimento a uma escola que, apesar de todas as dificuldades, continua levando nossa cultura ao povo carioca e a todos os brasileiros, ressaltou o deputado estadual, Gilberto Palmares.

Emocionado, um dos fundadores do Império da Tijuca, Tiãozinho, agradeceu o carinho. – Eu quero agradecer ao deputado Gilberto Palmares por esta homenagem, ao presidente Tê por tudo que tem feito pela nossa escola. O Império da Tijuca é minha vida, minha segunda família, minha segunda casa. Me sinto muito orgulhoso. Estou emocionado, confessou Tiãozinho.

– Também estou muito emocionado com esta homenagem e digo à comunidade do Morro da Formiga que a injustiça que passamos neste Carnaval não se repetirá em 2015. Vamos brigar pelo título, completou José Alberto Matias, presidente da Velha-Guarda.

Presidindo a agremiação desde 2004, Tê salientou que a homenagem foi entregue nas mãos de quem realmente merecia. – Quero agradecer mais uma vez ao deputado Gilberto Palmares por esta lembrança e dizer que este presente não é só para o Império da Tijuca, mas também, para todos da comunidade que segue acreditando e ajudando a escola a chegar ainda mais longe. E este presente está sendo entregue nas mãos de quem merece, que é a Velha-Guarda, onde tudo começou e nós estamos apenas dando continuidade, destacou, Tê.

Além de Gilberto Palmares, a condecoração foi entregue aos representantes do Império da Tijuca pelas mãos de Mestre Marçal, figura emblemática da Portela que também estava sendo homenageada na ocasião.

Para encerrar a emocionante noite, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Peixinho e Jaçanã, passistas, baianas e convidados sambaram embalados pela voz do intérprete, Pixulé, e pela cadência dos ritmistas do Mestre Capoeira.

Comente: