Em sorteio cheio de ‘surpresas’, Mocidade encerra no domingo e Beija-Flor fecha desfiles do Grupo Especial no Carnaval 2018

Fotos: Magaiver Fernandes
Fotos: Magaiver Fernandes

Ainda sem ter anunciado o seu enredo para o Carnaval 2018 a Beija-Flor de Nilópolis já tem motivo para comemorar. É que a azul e branca nilopolitana tirou a sorte grande e foi a grande vencedora do sorteio que definiu a ordem de desfiles do Grupo Especial em 2018. Após seis anos, a escola fechará um carnaval na segunda noite, como ocorreu pela última vez em 2011, quando foi campeã com o enredo sobre o rei Roberto Carlos.

sorteio_especial2018_17Quem também deixou a feira Carnavália-Sambacon sorrindo de orelha a orelha foi o Salgueiro. Obcecada pela segunda-feira a vermelha e branca finalmente caiu na segunda noite de desfiles e em uma posição nobre, a quarta escola a desfilar. A Unidos de Vila Isabel acabou sorteada como a terceira de domingo, frustrando seus componentes e a Mocidade seria a quarta da primeira noite, mas uma troca com o Tuiuti recolocou a escola para fechar uma noite, tal qual ocorreu em 1985 e 1996, desfiles em que a escola foi campeã.

No domingo de carnaval desfilam pela ordem o Império Serrano, São Clemente, Vila Isabel, Paraíso do Tuiuti, a Grande Rio, a Mangueira e a Mocidade. Na segunda-feira passam pelo Sambódromo a Unidos da Tijuca, a Portela, a União da Ilha, o Salgueiro, a Imperatriz e a Beija-Flor.

Portela vence duelo mas Mocidade sai satisfeita

O primeiro confronto da noite foi entre as duas campeãs de 2017. Sem o pé quente Monarco, a Portela mostrou que seus bambas são todos bons de sorteio. Tia Surica tirou a bola maior que Tia Nilda e a Portela pode escolher a segunda-feira, frustrando em um primeiro momento os independentes.

sorteio_especial2018_11

sorteio_especial2018_28Mas na segunda fase do sorteio a Mocidade conseguiu se recuperar. Sorteada para ser a quarta a desfilar trocou com o Tuiuti e vai encerrar o domingo. A Portela não se deu tão bem e será a segunda de segunda, mas vale lembrar que Mangueira foi campeã nessa posição em 2002.

Salgueiro triunfa sobre Grande Rio

No segundo duelo da noite nova promessa de sair faísca. Recentemente, a Grande Rio tirou profissionais do Salgueiro e ambas foram para o confronto das bolinhas. O Salgueiro saiu vitorioso. Regina Celi de pronto escolheu a segunda-feira de carnaval.

Em seguida, o Salgueiro novamente vibrou ao pegar a quarta posição da segunda noite de desfiles e foi nítido constatar o sentimento de satisfação da presidente Regina no palco. A Grande Rio, mesmo frustrada por desfilar de novo no domingo, conseguiu melhorar em relação ao ano passado, quando foi a segunda da primeira noite, e agora será a quinta.

Mangueira ‘comemora’ antes da hora e Beija-Flor mostra seu amuleto

sorteio_especial2018_46Na terceira disputa da noite a Mangueira, que em 2016 e 2017 fechou o carnaval, enfrentou a Beija-Flor, que recentemente tinha caído aos domingos. Os mangueirenses vibraram quando o presidente Chiquinho tirou a bolinha de número 9, mas mal podiam esperar. Representando a diretoria da Beija-Flor, Almir caprichou e tirou o número 10. Beija-Flor de volta ao dia onde venceu seus últimos sete campeonatos.

A boa sorte de Almir não parou por aí. O dirigente sorteou a azul e branco para fechar o carnaval na segunda etapa e a Mangueira caiu como a sexta de domingo. Leandro Vieira, carnavalesco da escola, cochichou no ouvido de Chiquinho certamente o pedindo uma troca com o Tuiuti. Mas quem obteve êxito foi a Mocidade.

Vila Isabel desfila em posição marcante para Paulo Barros

No confronto entre Vila Isabel e Imperatriz quem levou a melhor foi o presidente Luiz Pacheco Drumond. Tal qual em 2013 e 2016 a Imperatriz vai desfilar na segunda-feira de carnaval. A verde e branca será a quinta escola a desfilar na segunda-feira.

sorteio_especial2018_40Desfilando novamente domingo a Vila não teve motivos para comemorar a má sorte, mas há um alento: como terceira escola de domingo Paulo Barros e Ricardo Fernandes triunfaram com a Unidos da Tijuca em 2010. Ocorre que o decepcionante desfile da Mocidade em 2015, assinado por Paulo, também ocorreu com esta colocação.

São Clemente deixa o sorteio preocupada com futuro

No duelo entre os presidentes da União da Ilha e da São Clemente, a escola da Zona Norte levou a melhor. Ney Filardi escolheu a segunda-feira e depois de três anos a São Clemente vai desfilar na primeira noite de desfiles.

A preocupação aumentou quando a escola soube que seria a segunda a desfilar, na colocação mais amaldiçoada por quem não sobe no ano anterior. A União da Ilha estará desfilando entre duas grifes do carnaval: Portela e Salgueiro.

arte_sorteio