Em sua estreia na Marquês de Sapucaí, Unidos de Vila Santa Tereza apresenta um desfile apenas regula

Estreando na Marquês de Sapucaí e com o compromisso de abrir os desfiles do Grupo de Acesso B,  a Unidos de Vila Santa Tereza pisou pontualmente às 20h na Passarela de Desfiles com o enredo "A Vila na magia dos brinquedos", de autoria dos carnavalescos Raphael Torres e Alexandre Rangel. A agremiação de Rocha Miranda, apresentou um desfile fraco, porém graves sem problemas de evolução.

A comissão de frente, do coreógrafo Handerson Big, trouxe componentes homens e mulheres caracterizados como crianças que se divertiam através de brinquedos infantis, tais como bonecas, carrinhos e pula-corda, no ápice da apresentação, um quebra-cabeça era montado formando o logotipo do enredo da agremiação. Uma apresentação simples, porém bem ensaiada.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira errou já na 1ª cabine de jurados, a bandeira, enrolou duas vezes. Na 2ª cabine, a porta-bandeira Cassiane Figueiredo apresentou a bandeira para o mestre-sala e o mesmo não a segurou. O mastro saiu do talabarte da porta-bandeira no fim da apresentação, nas demais cabines a apresentação foi executada de forma correta, porém o casal não parecia estar ensaiado e sincronizado. Ressalva para o figurino da porta-bandeira, que desfilou calçando uma sapatilha.

A agremiação apresentou quatro alegorias sem problemas de acabamento. No segundo carro alegórico foi utilizado efeitos de alegoria humana, neste mesmo carro, movimentos nas esculturas foram executados pelas próprias composições da alegoria. O conjunto de fantasias estava simples e sem luxo, mas com fácil leitura do enredo.

O samba-enredo não foi entoado com vibração pelos componentes que cantaram pouco. A evolução da escola, que não abriu buracos, só foi prejudicada pela timidez dos componentes, muitos deles apenas marchavam pela Marquês de Sapucaí, ou conversavam entre si. A bateria e o carro de som apenas cumpriram o seu papel.

A apresentação da agremiação encerrou com 51 minutos de desfiles. Aplausos dos jurados para a azul e branca na passagem pela quarta e última cabine de jurados.