Embalada pelo show da Invocada e de Emerson Dias comunidade da Grande Rio manda recado de que está pronta para o desfile

Por Guilherme Ayupp e fotos de Vinicius Vasconcelos

grio_ensaio2018_-58Faltando um mês para o desfile do Grupo Especial uma escola que quer ser apontada favorita precisa estar com o canto afiado como se o desfile fosse amanhã. E foi isso que a equipe do CARNAVALESCO constatou na noite desta terça-feira no ensaio técnico de rua da Grande Rio. Samba com avaliação contestada, mas que mais uma vez está na boca da comunidade de Caxias. Durante 85 minutos de ensaio um padrão excelente de canto, sob o comando do sempre empolgante Emerson Dias, e uma aula de ritmo da bateria Invocada.

Samba-Enredo

As avaliações acerca da qualidade dos sambas-enredo estão baseadas muito nas gravações oficiais. Neste sentido realmente a obra caxiense não figura entre as mais belas do ano. Mas no aspecto de funcionalidade para desfile (canto e dança) a Grande Rio tem um samba adequado ao que se espera do quesito. O termo samba que funciona, tão difundido nos tempos recentes do carnaval, parece que será mais uma vez a tendência no desfile da escola. Emerson Dias tem a escola na mão, conduz no tom exato de empolgação e técnica a obra da tricolor.

grio_ensaio2018_-38– Podem esperar uma grande explosão de alegria. A grande marca do Chacrinha era a irreverência. Pegamos na veia o que é o espírito dele. A interação é excelente. Vamos fazer a arquibancada comprar o nosso barulho. O ensaio técnico no Sambódromo faz falta pela questão do entrosamento de canto e bateria. É uma pena não ter – opinou.

Harmonia

Nível de excelência em canto e dança que se aproxima da perfeição. Alas que cantaram o samba o tempo inteiro, com destaque para o refrão que fazia os componentes explodirem. A obra tem passagens muito divertidas que permitem que os integrantes realmente brinquem o tempo todo. O destaque foi uma ala com homens que tinham leques, e em dado momento todos abriam o objeto ao mesmo tempo. Diversão sem se esquecer de cantar. O componente da Grande Rio está com prazer no gogó.

Evolução

grio_ensaio2018_-44A escola levou 85 minutos para ensaiar, para não causar uma sensação de desconforto nos componentes quando estiverem fantasiados no dia do desfile, já que ficam no máximo 35 a 40 minutos na avenida. Mesmo assim a direção de carnaval e harmonia pode prestar atenção em uma irregularidade no sequenciamento de evolução. Aos 20 minutos a escola ficou um tempo grande parada. A presença do bem-humorado David Brazil também causou um certo “problema”, pois muitos componentes paravam para fazer fotos com o famoso. A bateria deixou o recuo aos 35 minutos e até se ajustar na pista teve alguma dificuldade devido à grande quantidade de curiosos.

O diretor de carnaval da Grande Rio, Dudu Azevedo, fez uma breve análise do ensaio e também lamentou o fato de não ensaiar no Sambódromo.

– Hoje foi o nosso melhor ensaio. Cancelamos o ensaio de domingo devido à chuva. Foi muito bom, próximo da perfeição um contigente bom. Quase 2 mil pessoas. Não termos o ensaio no Sambódromo é a perda da magia, o treino no campo de jogo. Virou tradição. Podemos fazer em outro lugar como fazemos, mas faz falta – apontou.

Bateria

grio_ensaio2018_-5Um show de ritmo da Invocada, sob a batuta de Thiago Diogo. Chamou a atenção a valorização do naipe de cuícas em algumas bossas. O instrumento geralmente assume o papel de coadjuvante nas baterias. Durante o ensaio a bateria abusou das bossas e convenções. Thiago Diogo explicou o que pretende com as cuícas na avenida.

– Estou bastante satisfeito. É um ano importante, de buscar o que perdemos. Um passo de cada vez, sem se deixar levar por nada. A cada ensaio tem ficado melhor. Há um foco muito grande. Tocamos 85 minutos com um clima espetacular. Cuíca é samba. No ano que estamos sofrendo tantos ataques, eu acho que a conversa de cuíca com tamborim é a valorização do samba. Um grande trabalho do meu diretor Janderson. Fazem questão de ensaiar. Vem muita coisa por aí – detalhou.

Outros Destaques

grio_ensaio2018_-12A comissão de frente e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, que ensaiavam no Sambódromo, não compareceram ao ensaio técnico de rua da Grande Rio. David Brazil foi a grande vedete do ensaio. À frente da bateria atendeu a todos os fãs, fez fotos o tempo todo e abusou das postagens em suas redes sociais. Antes de começar o ensaio de fato, Emerson Dias relembrou sucessos de antigos carnavais da Grande Rio, além do samba de exaltação. Foram cantadas as obras dos carnavais de 2007, 2010, 2014, 2015 e 2017 no esquenta.

Antes do ensaio o presidente Milton Perácio chamou os componentes da Grande Rio aos brios.

– Estamos dispostos a tudo para vencer. Temos a melhor bateria do Brasil. Vamos mostrar na avenida do que a nossa escola é capaz. Nossa função é apenas cantar muito. O resto do trabalho está sendo muito bem feito – discursou.