Ensaio técnico é coisa muito séria para o casal de mestre-sala e porta-bandeira

Eles conduzem os pavilhões repletos de história das agremiações cariocas e são também muito aguardados pelo público do Sambódromo. Hoje nós falaremos da participação dos casais de mestre-sala e porta-bandeira nos ensaios técnicos que começam no próximo domingo, com a Beija-Flor de Nilópolis na Marquês de Sapucaí. Representando brilhantemente todos os outros casais, Ronaldinho, da União da Ilha, e Selminha Sorriso, da Beija-Flor, nos contarão suas impressões sobre os tradicionais treinos.
 
A principal discussão que passa pelas apresentações dos casais durante os ensaios técnicos é se eles farão a coreografia que será apresentada no desfile. A maioria dos casais opta por não fazê-la, preferem guardar segredo, mas Ronaldinho e Selminha têm visões um pouco diferentes de alguns companheiros de profissão.
 
– Para nós o ensaio é bom porque temos uma prévia de como será a nossa coreografia na Avenida. Sempre trazemos algumas pessoas nos filmando e depois avaliamos o desempenho. Sou totalmente favorável que se faça a coreografia oficial. Cada um tem o seu estilo e não existe esse negócio de um copiar o outro – afirmou Ronaldinho.
 
Já Selminha não é tão expansiva como Ronaldinho, mas admite que grande parte da coreografia oficial poderá ser vista neste domingo, quando a Beija-Flor inaugura a temporada de ensaios técnicos.
 
– Os ensaios são mega-espetáculos. É um grande desfile e mostramos 70% da nossa coreografia oficial. O público que está lá merece respeito e nós encaramos com muita responsabilidade e seriedade, não tem brincadeira nessa hora. Acho que todos os casais encaram dessa forma, independente da coreografia que apresentem. O Claudinho e eu nos cobramos muito e ali é o lugar de errar para no dia do desfile dar tudo certo. Será uma honra estrear a temporada de ensaios. Espero abrir os caminhos para que todos os outros casais possam brilhar.
 
Idealizados pelo diretor de carnaval da Liesa e ex-presidente da Mangueira, Elmo José dos Santos, os ensaios técnicos marcam também o encontro de um público bem diferente daquele que comparece ao Sambódromo no dia do desfile oficial. A mudança na recepção da plateia é sentida na pele, de acordo com Ronaldinho.
 
– O calor humano é bem maior no ensaio. Ali estão os verdadeiros sambistas. Ninguém que não goste vai para o Sambódromo assistir ensaio técnico. Infelizmente essas pessoas não tem condições para assistir o desfile no dia oficial e temos que apresentar um bom espetáculo para elas.
 
Selminha concorda com o colega e revela uma sintonia quase inexplicável com o público.
 
– Não dá para explicar o que sentimos quando estamos ali dançando para todo aquele público maravilhoso. No último ensaio(12 de fevereiro), a empolgação é tanta que acabamos mostrando mais até do que no primeiro, pelo menos uns 10%. Você é movido. Só estando lá para saber.
 
Toda a emoção de Selminha, Ronaldinho e todos os outros casais dos grupos Especial e Acesso A poderão ser conferidos em pelo menos um ensaio por escola até o Carnaval 2012.

Comente: