Ensaios do Grupo Especial no CARNAVALESCO: a força do samba da Portela

A Portela, mais uma vez, ouviu sua comunidade e escolheu o samba de vontade da escola. A obra é uma das mais bem avaliadas da safra de 2016 por público, crítica e a demonstração desta força pode ser comprovada por quem faz uma visita no ensaio de comunidade da azul e branco. O site CARNAVALESCO segue sua série com os ensaios das agremiações do Especial e conta como é o treino da Portela. A nossa equipe vivenciou o trabalho da bateria Tabajara do Samba, o carro de som, sob o comando de Gilsinho e Wantuir, o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Alex Marcelino e Danielle Nascimento, além dos segmentos que mostram a cada semana a força da comunidade da Portela.

* OUÇA AQUI O SAMBA DA PORTELA PARA 2016 NA VERSÃO OFICIAL

A escola dispõe as alas de comunidade em um primeiro momento dentro da parte coberta da quadra, continuando até a parte externa. A bateria fica colocada de maneira fixa ao lado direito do palco, próximo ao acesso dos camarins. À medida que a evolução vai ocorrendo as alas vão se movimentando no sentido anti-horário por toda a extensão do Portelão. Os cantores entoam o samba por cerca de 2 horas.

* VÍDEO: ENSAIO DE CANTO DA PORTELA

Portela vai para a rua ainda este mês

Um dos integrantes da comissão de harmonia da Portela, Tavinho Novello, revela à equipe do CARNAVALESCO que a escola usa as quartas-feiras na quadra para ensaiar basicamente o canto. – Pela disposição de nossa quadra prestamos mais atenção no canto do componente. A evolução, deixamos para a rua. Por isso vamos iniciar no dia 22 de novembro os nossos treinamentos pelas ruas de Madureira, revezando entre Estrada do Portela e Intendente Magalhães – revela Tavinho.

* VEJA AQUI: PASSISTAS DA PORTELA NO ENSAIO 

* VEJA FOTOS DO ENSAIO

Outro integrante da comissão de harmonia é Jerônymo Portela, um dos mais atuantes na escola. Ele considera que há ainda um caminho a percorrer no aspecto da evolução. – Encaro com naturalidade essa necessidade, pois nossa escolha de samba se deu há menos de um mês. O componente ainda vai se soltar mais quando estiver com o samba na ponta da língua. Quando formos para a rua cobraremos uma evolução mais solta, com dança. A Portela pecou um pouco nisso nos últimos anos – lembra Jerônimo.

As alas comerciais ainda não estão participando dos ensaios, mas Tavinho Novello explica que os interessados já podem se encaixar, caso haja interesse. – Não cobramos a presença, mas quem tiver vontade é só nos procurar aqui que encaixamos em outras alas. E se vier muita gente montamos até uma ala inteira – exalta Tavinho.

Bateria inicia maratona de ensaios

Novamente nota máxima em 2015, a bateria da Portela não deixa a peteca cair. O mestre Nilo Sérgio conta à reportagem do CARNAVALESCO que a partir de agora serão quatro ensaios semanais. – Temos nosso ensaio exclusivo às segundas, esse de comunidade na quarta, o comercial de sexta e os de rua que se iniciam agora. Não temos porque mudar um trabalho que vem dando certo – esclarece.

* VÍDEO: A BATERIA NO ENSAIO

As bossas em cima da letra do samba já tiveram seu processo de montagem assim que a obra foi definida, em outubro, conforme explica Nilo Sérgio. – Iniciamos desde o primeiro ensaio com a escolha do samba, pois a gente já fica com ideias na cabeça quando a disputa se afunila – conta.

Nilo Sérgio terá uma reunião com Paulo Barros para tratar da fantasia, mas revela que o figurino ficou a contento. – Graças a Deus nossa roupa é confortável e não prejudica o ritmo. Sofremos com isso em alguns desfiles, mas o Paulo entendeu nossa necessidade – aponta Nilo.

Alex e Danielle revelam ansiedade por parceria com Paulo Barros

O casal de mestre-sala e porta-bandeira portelense também participa dos ensaios de comunidade, girando entre as alas em um momento inicial e depois bailando abaixo do palco, enquanto a escola evolui. Alex Marcelino destaca a ansiedade pelo trabalho de Paulo Barros. – É claro que dá aquele frio na barriga, por saber se tratar de um cara muito talentoso – afirma Alex.

* VÍDEO: VEJA AQUI O CASAL DANÇANDO NO ENSAIO

Danielle Nascimento é só mistério ao desconversar sobre a fantasia que a dupla vai utilizar. – Posso garantir para os portelenses que ela é muito bonita e muito confortável. Já foi para o processo de produção no ateliê e devemos realizar de dois a três ensaios fechados com a roupa do desfile – explica Danielle.

A dupla ainda não iniciou os treinos secretos nas madrugadas no Sambódromo, mas devem começar ainda este mês. Enquanto isso pegam os ensaios de comunidade para treinar a interação com o desfilante e o entrosamento.

A Portela realiza seus ensaios de comunidade às quartas-feiras a partir das 20h. Também há treinos na rua aos domingos. O ensaio técnico da Majestade do Samba acontece no dia 17 de janeiro no Sambódromo.