Especial Ensaios Técnicos: a força da tribo Beija-Flor para o Carnaval 2017

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

laila_quadraSe o carnaval é religião, a Beija-Flor é uma poderosa seita. Diferentemente das outras escolas de samba, na azul e branca nilopolitana não existe separação do estilo de ensaiar. Se nas demais coirmãs acontece o ensaio chamado de comercial e aquele mais técnico, utilizado para o treinamento dos quesitos de pista, na Beija-Flor ele é um só. Ocorre tradicionalmente às quintas-feiras, na quadra em Nilópolis, onde uma legião de fiéis da aldeia lota as dependências da quadra e só faz uma coisa: cantar, cantar e cantar.

O site CARNAVALESCO visitou o ensaio da Beija-Flor para contar aos nossos internautas como se dá o treinamento da escola, que ficou conhecida como o rolo compressor da avenida, tamanha a força de seu canto e evolução na Marquês de Sapucaí. Mesmo sendo um dia de semana e com as pessoas tendo compromissos no dia seguinte, o ensaio não começa nada cedo. O samba começa a ser executado 23h e não termina antes das 02h da manhã. Mas ninguém arreda o pé. A escola deve desfilar com cerca de 3.300 componentes em 2017. O diretor de carnaval Laíla explica passo a passo o que pretende com os ensaios da Beija-Flor.

quadra_beija– Para nosso esquema de trabalho o ensaio de comunidade é ponto mais importante do processo. Entendemos que o ensaio técnico no Sambódromo é mais uma celebração onde levamos a nossa comunidade, mas aqui na quadra eu tenho esse controle melhor do que vamos desempenhar no desfile. Posso parar o canto diversas vezes se eu considerar que o componente não está se dedicando da maneira que deveria. Tenho carta branca da direção da escola para aplicar meu método de trabalho. Acho difícil que alguma outra agremiação me permita trabalhar dessa forma – considera o diretor de carnaval.

Tribos fazem ensaios secretos

Não é do feitio da Beija-Flor realizar os misteriosos ensaios secretos, como quase todas as escolas o fazem. Não era, pois neste ano a agremiação está realizando alguns treinamentos em sua quadra, fora da tradicional quinta-feira, para ensaiar com as tribos que estarão no desfile, uma das grandes novidades da azul e branca em 2017.

neguinhoCom 40 anos de avenida completados em 2016, Neguinho da Beija-Flor se encaminha para o seu 41º carnaval à frente da escola. Ele executa o hino oficial da agremiação em sua inconfundível voz por cerca de duas horas na quadra e conta à reportagem do CARNAVALESCO que esse é o segredo da Beija-Flor.

– Muitas pessoas me perguntam onde está o segredo da nossa escola. Tirando os mistérios que toda escola guarda para o grande dia, as alegorias e fantasias surpreendentes, a Beija-Flor não tem mistério. É isso que vocês vêem aqui mesmo. Repetição, treinamento à exaustão. É cansativo, mas é em prol de um bem maior que é o nosso desfile este ano, no domingo de carnaval – relata Neguinho. Quando não tem compromissos profissionais fora do Rio, Neguinho marca presença na quadra e antes de cantar o samba de 2017 leva o público a viajar pelo passado com os grandes sambas da história da Beija-Flor.

A excelência dos quesitos da Beija-Flor passa obrigatoriamente pelo ritmo. A bateria da agremiação é a atual detentora do troféu do prêmio Estrela do Carnaval como a melhor do Grupo Especial. Apesar das incompreensíveis notas no julgamento de 2016, os mestres Plínio e Rodney seguem a manutenção do trabalho, certos de que o rendimento está no caminho certo.

Rodney fala à reportagem do CARNAVALESCO sobre o estilo da bateria e defende que não há a necessidade de se aplicar bossas para ter criatividade.

– Primeiro que não há nada no Manual do Julgador que fale de obrigatoriedade de bossas. Segundo que eu posso ser muito criativo passando sem bossa nenhuma. E terceiro que depende da minha melodia e do meu samba a aplicação dessas convenções. Quem esteve no desfile ano passado viu a qualidade da manutenção do ritmo da Beija-Flor e é isso que buscamos novamente para 2017. Não defini ainda se terei ou não as bossas – faz mistério Rodney. A bateria da Beija-Flor vai desfilar com 250 ritmistas.

casal_beijaA porta-bandeira Selminha Sorriso ao lado do parceiro Claudinho Souza, completaram 25 anos de bailado juntos e ininterruptos em 2016. Vinte só na Beija-Flor. Uma das figuras mais emblemáticas do carnaval, Selminha rechaça os ensaios secretos e valoriza o entrosamento da dupla como o maior trunfo do casal bicampeão do prêmio Estrela do Carnaval.

– São muito anos dançando juntos. O único mistério de verdade é com relação ao figurino. Esse muito pouca gente conhece. Agora nós ensaiamos mesmo à exaustão. Chegamos a dançar 4 horas na quadra. Esse é o nosso estilo de trabalho e que vem dando certo esses anos todos. O carinho da comunidade é a nossa mola mestra – pontua.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
+Carnavalesco Alegria da Zona Sul Beija-Flor Blocos Carnaval 2017 Carnaval pelo Brasil Carnaval SP Carnaval SP Colunistas Curicica Especiais do Carnavalesco Estácio de Sá Fotos Galeria de Fotos Grande Rio Grupo de Acesso Grupo Especial Grupo Especial Imperatriz Império Serrano Inocentes de Belford Roxo Mais Recentes Mais Recentes Mangueira Mocidade Mocidade Independente de Padre Miguel Paraíso do Tuiuti Portela Renascer de Jacarepaguá Salgueiro Samba-Enredo Sem categoria São Clemente São Paulo São Paulo Série A Série A Série B Unidos da Tijuca Unidos de Padre Miguel União da Ilha Vila Isabel Viradouro Vídeos Vídeos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×