‘Espero que o povo entenda o recado’, dispara Cid Carvalho sobre desfile da Beija-Flor

Por Diogo Cesar Sampaio

cidcarvalhoEncerrando o carnaval de 2018, a Beija-Flor de Nilópolis arrebatou a Sapucaí com seu enredo crítico. Usando como fio condutor a história do médico e o monstro, a escola colocou o dedo na ferida para fazer críticas ao cenário político, social e até mesmo religioso do Brasil. Antes do início do desfile, o site CARNAVALESCO conversou com Cid Carvalho, carnavalesco da escola, que discorreu sobre a concepção do desfile.

– Estou parecendo estreante. Estou tão tenso… Mas espero que o povo entenda o recado. Que a mensagem seja transparente para o povão, que a Beija-Flor seja realmente porta voz dos desamparados e dos esquecidos. E que essa gente venha fazer parte do desfile da Beija-Flor, energeticamente falando. É isso que eu espero. É o enredo mais popular, mais claramente dirigido ao desfavorecidos desse país, e acho que vai dar caldo – disse confiante.

Cid também ressaltou a relevância do enredo no momento em que o Brasil vem atravessando. Para ele, é fundamental falar do tema e fazer esse alerta na festa mais popular do planeta.

– A importância desse enredo é de alertar a todos, de falar para todo mundo de que somos nós é que colocamos essa gente em Brasília. Político ladrão somos nós que elegemos. Vamos pensar melhor, vamos pesquisar essa gente, para que possamos eleger representantes mais dignos e que nos represente de verdade – concluiu.

Em meio a vários momentos marcantes, o destaque da passagem da Beija-Flor ficou por conta da segunda alegoria da agremiação. Trazendo um enorme rato à frente, o carro representava Brasília com a Praça dos Três Poderes e, tinha em destaque uma réplica do prédio da Petrobrás, que fica no Centro do Rio.

Com bastante encenação, a alegoria tinha como ápice o momento em que o prédio da petrolífera se abria e transformava-se em uma favela. O carnavalesco Cid Carvalho comentou sobre o carro e sua dramatização.

– Quando esse prédio da Petrobrás se transforma em uma imensa favela, o recado é claro. Tudo que deveria estar sendo investido na educação, na saúde, na segurança, no saneamento básico desse povo, vai se esvaindo através da corrupção. E hoje o maior símbolo dessa corrupção toda é, infelizmente, a Petrobrás. Tudo que deveria estar sendo investido para o povo, em prol do povo, em benefício do povo está no bolso ou em contas fora do país dos corruptos que sugam o sangue do Brasil – declarou Cid.