Estácio: Fé em São Jorge e forte presença da comunidade marcaram a gravação para o CD de 2016

Mostrando organização na busca pela permanência no Grupo Especial em 2016, a Estácio de Sá deu o seu melhor na gravação de sua faixa no CD das Escolas de Samba e contou com a grande presença de sua comunidade e com a devoção a São Jorge como aliados para o bom desempenho da Medalha de Ouro e dos componentes na gravação da base e do coro. Wander Pires não participou da gravação na Cidade do Samba, mas esteve presente na Companhia do Técnicos, em Copacabana, local que os cantores gravaram o samba. Além da participação de todos os seus segmentos, a Vermelho e Branco contou também com a participação do cônsul geral britânico em solo carioca, Jonathan Dunn, na gravação. Ele já esteve presente na escolha do samba da escola e sua presença tem relação direta com o tema do enredo estaciano para o próximo carnaval: São Jorge também é louvado na Inglaterra. Foi a fé em Jorge e na permanência da escola no Especial que guiaram a gravação, classificada pelo diretor de carnaval da Estácio, o Marcão, como 'muito boa': 

* VEJA AQUI: COMUNIDADE CANTA O SAMBA DA ESTÁCIO PARA 2016

– A nossa gravação contou com uma presença forte da comunidade. Correu tudo bem, foi melhor do que eu imaginei, uma gravação realmente muito boa. Tivemos muita gente presente na Cidade do Samba pro coro. Não fizemos nenhuma alteração no samba-enredo porque ele estava completamente dentro daquilo que foi proposto pelos nossos carnavalescos. Fizemos uma revisão para encontrar possíveis necessidades de mudanças, mas não encontramos necessidade – afirmou o diretor.

OUÇA AQUI O SAMBA DA ESTÁCIO PARA 2016

A bateria Medalha de Ouro, sob o comando de Mestre Chuvisco, contribuiu para a gravação com duas bossas: – Escolhemos um andamento 'mais pra trás' que o característico da bateria. Gravamos em 145 BPM, sendo que geralmente tocamos entre 149 e 150 BPM, num ritmo mais acelerado. Para o disco, precisa ser assim, não podemos acelerar. Trabalhamos com uma bossa na primeira parte do samba chegando ao refrão do meio e outra na segunda parte do samba, chegando ao refrão principal – revela Chuvisco.

* VEJA AQUI FOTOS DA GRAVAÇÃO DO SAMBA

As vozes de Leandro Santos e Dominguinhos do Estácio guiaram a bateria e o coro da comunidade na gravação. Leandro contou ao CARNAVALESCO que ambos gravaram o samba no tom 'si maior', buscando um conforto para o canto da comunidade: – Gravamos em 'si maior'. É um samba emocionante, tenho que me segurar pra não chorar, como devoto de São Jorge que eu sou. Ele já me deu graças e milagres. É um momento muito bacana pra mim poder agradecer em forma de oração. Acho que fomos muito felizes na escolha do samba, é uma realização ver a escola voltar ao Grupo Especial após nove anos e espero contribuir para que ela permaneça galgando melhores posições no grupo. Procuramos colocar o samba num tom em que todos pudessem cantar e, mesmo assim o samba está bem aguerrido. As pessoas que escutam se emocionam, é um samba que a comunidade abraço – disse o intérprete.

Laíla: 'É importante termos a Estácio de volta ao Grupo Especial'

Antes de a gravação do coro da comunidade começar, Laíla, produtor do CD das Escolas de Samba, subiu ao palco da área de produção do álbum e conversou com a comunidade estaciana. Ele fez considerações sobre o processo de gravação e sobre a necessidade de pausas durante o coro para correções e destacou a importância do retorno da agremiação à elite carioca: – Quem é sambista, e hoje somos poucos sambistas, sabe da importância de resgatar o carnaval antigo. A Estácio é uma escola com bons resultados no Grupo Especial e o mais importante hoje é vermos ela de volta – afirmou Laíla que, logo depois, pediu aplausos a Dominguinhos do Estácio e o definiu como 'uma das vozes mais bonitas da Sapucaí'.

Comunidade bem vestida para a gravação do DVD

A Estácio não poupou esforços para que sua faixa no DVD das Escolas de Samba fosse uma das mais bonitas do ano. Com todos os componentes vestidos com seus figurinos de ensaios da quadra, a escola do Leão fez questão de levar o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcinho e Alcione, com a fantasia do Carnaval 2015 para o pátio da Cidade do Samba. Além disso, um destaque com uma fantasia suntuosa figurou no fundo do espaço de gravação, ao lado de uma grande bandeira da Bateria Medalha de Ouro. Os ritmistas estacianos foram presença importante na gravação do coro: quase todos os integrantes que gravaram com a bateria se juntaram ao coro da comunidade em seguida.