Estácio: Marcus Ferreira explica opção por não usar plumas em 2012

Com apenas 27 anos de idade, Marcus Ferreira é o carnavalesco mais jovem do Grupo de Acesso A. Apesar disso, o responsável por desenvolver o desfile de 2012 da Estácio de Sá, cujo o enredo homenageará Luma de Oliveira, revela-se tranquilo para emplacar o seu segundo carnaval consecutivo na Vermelho e Branco do morro de São Carlos.

Na última sexta-feira, a agremiação apresentou os protótipos das fantasias das alas e Marcus explicou a opção por não usar plumas nas fantasias das alas.

–  É um desfile leve. Será uma grande homenagem a Luma de Oliveira em forma de cortejo. Vamos mostrar que todos irão vê-la na Sapucaí, todas as manifestações carnavalescas de nosso país. Estou feliz com o resultado. As alas estão sem plumas, mas as roupas estão volumosas. Cada setor da escola tem uma cara, um uso diferente de materiais integrados. Ano passado eu tive muita dificuldade para achar plumas no mercado. Nós sabemos como são as dificuldades do Grupo de Acesso e preferi focar no figurino, não exatamente na pluma. Busquei outras opções para não ficar preso ao mercado, mas criei volume e colorido nas fantasias.

Apenas as fantasias dos destaques dos carros alegóricos e dos casais de mestre-sala e porta-bandeira ganharão plumas. Mesmo diante de sua juventude, Marcus Ferreira mostra conhecer a vontade do estaciano mais ilustre. Ele afirma que a leveza vista nas fantasias também é fruto daquilo que ouve na escola desde que chegou à Estácio. O maior indicador talvez seja o fato de que nenhum dos protótipos apresentado tenha esplendor, somente trabalho de gola.

As fantasias preferidas pelo carnavalesco são as da ala dos passistas, das baianas e da bateria, que virá fantasiada de 'Meninos do Olodum', além da fantasia que homenageia mestre Ciça, amigo de Luma de Oliveira desde os tempos de Viradouro. Marcus Ferreira sabe que a condição financeira da Estácio e das outras agremiações do Grupo A não é das mais favoráveis, mas dá a receita para driblar essa adversidade.

– Já enfrentei maiores problemas no carnaval, fiz Intendente de Magalhães durante alguns anos e isso me deu base para encarar o Grupo A. Vou trabalhar como no ano passado. Com muito profissionalismo, seriedade, amor, dedicação e um carnaval bem orçado.

Durante a festa de protótipos realizada na quadra da escola, na última sexta-feira, houve apresentação do grupo Orunmilá, manifestação cultural que será citada no enredo da Estácio. De acordo com a proposta do enredo, todas as manifestações carnavalescas do Brasil irão se encontrar no Rio de Janeiro para homenagear Luma de Oliveira na Marquês de Sapucaí.

Comente abaixo: